Busca avançada
Ano de início
Entree


Da redução de insumos agricolas a agroecologia : a trajetoria das pesquisas com praticas agricolas mais ecologicas na EMBRAPA

Autor(es):
Epaminondas Luiz Borges Filho
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Instituição: Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Instituto de Economia
Data de defesa:
Orientador: Ademar Ribeiro Romeiro
Resumo

Este trabalho analisa de que modo a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) incorpora as demandas ambientais na agricultura. Para realizarmos tal tarefa, analisamos as modificações institucionais ocorridas na Embrapa e as pesquisas conduzidas pela empresa ao longo dos anos. Partimos do princípio de que a questão ambiental impulsiona novos padrões de competitividade atrelados à qualidade ambiental e, assim, origina e redimensiona novas áreas de pesquisa. Nesse sentido, a temática ambiental configura-se potencialmente não só como um elemento indutor de transformações nas linhas de pesquisa, mas também como um elemento indutor de transformações nas instituições nas quais se desenvolvem essas pesquisas. Por um lado, a análise das modificações institucionais ocorridas na Embrapa indicou que, no âmbito formal, a incorporação das questões ambientais teve início em meados dos anos de 1980, quando começou um processo de mudanças no modelo organizacional da instituição. Esse processo foi baseado na revisão do modelo da empresa diante das modificações do ambiente geral, que envolvem as transformações no papel do Estado, as mudanças técnico-científicas das últimas décadas, os novos padrões concorrenciais e a globalização dos mercados. O resultado desse processo também foi um reflexo das alterações constatadas pelas instituições públicas de pesquisa agrícola no quadro da agricultura mundial. Tais alterações foram expressas sobretudo através do questionamento do padrão produtivista, que passou a apresentar sinais de esgotamento a partir da década de 1980. Por outro lado, a análise das pesquisas sob um enfoque ambiental revelou nitidamente o redire~ionamento das pesquisas da Embrapa, que diminuiu as pesquisas baseada~ no padrão produtivista e se orientou para um novo modelo, marcado por práticas agrícolas mais ecológicas. Num primeiro momento, esse redirecionamento foi devido à necessidade de reduzir o consumo de insumos agrícolas, isto é, o direcionamento da pesquisa foi devido a fatores econômicos e não ambientais. Num segundo momento, o crescimento das pesquisas com tecnologias mais ecológicas foi devido ao agravamento dos impactos ambientais (AU)

Processo FAPESP: 00/13838-2 - A evolução das questões ambientais no processo de pesquisa e desenvolvimento (P&D) da Embrapa
Beneficiário:Epaminondas Luiz Borges Filho
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado