Busca avançada
Ano de início
Entree


Corpoestranho - corpo performatico multirrelacional : paradoxos do processo de criação

Autor(es):
Antonio Flavio Alves Rabelo
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Instituição: Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Instituto de Artes
Data de defesa:
Membros da banca:
Regina Aparecida Polo Muller; Lucio Jose de Sa Leitão Agra
Orientador: Renato Ferracini
Resumo

Nesta dissertação, desenvolvemos uma pesquisa prática-conceitual sobre os paradoxos dos processos criativos do corpo-em-arte. Esta corporeidade é experimentada no terreno da performance artística em espaços alternativos públicos e privados. O processo da pesquisa está relacionado à criação, execução, documentação, reflexão e análise da série de performances intitulada ",Corpoestranho,". Sua base conceitual está associada ao conceito de Corpo Subjétil em Ferracini (2006), a partir das noções de rizoma, CsO, devir e acontecimento em Deleuze (1995, 2007). Nesta pesquisa, problematizamos a busca por procedimentos para o corpo-em-arte (corpo subjétil) articulados pelos encontros da "Rede de Afetos" do nosso processo criativo, assumindo os aspectos coletivos inerentes a ação criativa e a processualidade enquanto obra (Cohen, 2004). Dessa forma, o ",corpoestranho," se configura como um corpo em processo, corpo fronteira e paradoxal. Um corpo rizomático, virtualizado e atualizado (Lévy, 1996) na trama dessa "Rede de Afetos", a partir da relação dos micro-elementos internos e externos que o compõe. Corpo entre o "eu" e o "outro", corpo em transbordamento, posto em relação com o espaço, o tempo e os outros corpos (AU)

Processo FAPESP: 07/01865-4 - Corpo estranho - corpo performático multirelacional - dialéticas dos processos de construção
Beneficiário:Antonio Flávio Alves Rabelo
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado