Busca avançada
Ano de início
Entree


Apologia de Galileu por Tomaz Campanella : introdução e tradução

Autor(es):
Emanuela Dias de Oliveira
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Instituição: Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Instituto de Filosofia e Ciências Humanas
Data de defesa:
Membros da banca:
Fatima Regina Rodrigues Evora; Jose Carlos Estevão
Orientador: Carlos Arthur Ribeiro do Nascimento
Resumo

Esta dissertação apresenta uma tradução para a língua portuguesa da obra "Apologia de Galileu", de Tomás Campanella (1568-1639), a partir da edição bilingüe italiano-latim elaborada por Paolo Ponzio (Universidade de Bari). A proposta inicial foi organizar um texto em português a partir da versão italiana, no entanto, executou-se também um cotejamento pormenorizado com o original latino. A "Apologia" é um parecer teológico que discorre sobre a compatibilidade do sistema copernicano com a Sagrada Escritura. Sabe-se que, no século XVII, a interpretação literal dos escritos bíblicos, fortemente ancorada nas disposições do Concílio de Trento, incompatibilizava a filosofia da natureza, defendida por Galileu, com a Revelação bíblica. A obra apologética foi escrita em 1616, a pedido de um dos consultores do Conselho dos Cardeais ligados ao Índice, após a instauração de uma secreta ação inquisitória suscitada por públicas e privadas acusações lançadas contra Galileu e o sistema copernicano. Buscando introduzir uma obra pouco divulgada, intentou-se preparar a leitura da mesma a partir de uma "Apresentação do Texto", na qual aborda-se as circunstâncias em que a obra foi escrita, a estrutura da mesma, seu gênero literário e seus aspectos mais relevantes, além de um apêndice, no qual se apresenta a vida e as obras de Tomás Campanella. Esta dissertação visa contribuir para o enriquecimento do panorama geral quanto ao embate entre a doutrina teológica e as investigações acerca das ciências da natureza no século XVII, colaborar com a formação de uma biblioteca do século XVII em língua portuguesa e, ainda, apresentar ao público brasileiro o Tomás Campanella teólogo, amadurecido formador de opinião, dado que esse público, tendo em português apenas urna obra utópica, acaba por restringi-Io à alcunha de visionário. (AU)

Processo FAPESP: 99/05548-5 - Tradução comentada da "apologia per GALILEO" de Tommaso Campanella
Beneficiário:Emanuela Dias de Oliveira
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado