Busca avançada
Ano de início
Entree


Sociedade do tagarelar : as vozes (mudas) da divulgação científica no twitter

Autor(es):
Olivia Ferreira do Couto
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Instituição: Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Instituto de Estudos da Linguagem
Data de defesa:
Membros da banca:
Fernanda Correia Silveira Galli; Mónica Graciela Zoppi Fontana
Orientador: Cristiane Pereira Dias
Resumo

Compreender o modo de enunciação da subjetividade no espaço digital é um caminho para entender a maneira como a sociedade se configura atualmente, pretendemos explorar nosso corpus impelidos por inquietações que nos são recorrentes. Nesse sentido, elegemos o Twitter como um território a ser descoberto, um fervilhar de sentidos, um caminhar por entre corpos, palavras, gestos, textualizações em 140 caracteres que nos deslocam para outro lugar de produção das "coisas a saber", da própria informação. Uma ambiência que transborda/esvazia, que se tece nesse jogo da contradição e nos remete a questionamentos outros por/entre as bordas da lingua-gem. O que muda na constituição do sujeito na twittosfera? Que deslizamentos são possíveis nes-se tempo real? De que modo essas twittadas repercutem na sociedade/no espaço da internet? Que língua é essa em 140 caracteres? O que pode a divulgação científica nesse espaço? Não preten-demos buscar respostas a tais questionamentos, o que ambicionamos é esgaçar os limites discur-sivos do ciberespaço, as fronteiras que se resvalam da/na constituição do sujeito à/na configura-ção do Twitter, pensando no atravessamento do político, no constante movimento de incompletu-de da linguagem, no modo como se dá a organização social dentro e fora do site. Há marcas no site que nos permitem pensar no alhures, o invisível, o irrealizado, o impossível, possibilidade de passagem de um mundo para outro? Onde está a fronteira, o limite? Ser sujeito é estar sujeito ao significante na história... E é aí que nos interessa o deslocamento, que está naquilo que não sabe-mos para aonde vai. (AU)

Processo FAPESP: 10/04488-0 - Desterritorialização das fronteiras: o Jornalismo Científico no Twitter.
Beneficiário:Olivia Ferreira Do Couto
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado