Busca avançada
Ano de início
Entree


Analise do esmalte dental bovino ao redor de restaurações com sistemas adesivos/composito submetido a desafios cariogenicos in vitro e in situ

Autor(es):
Cristiane Franco Pinto
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Instituição: Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Faculdade de Odontologia de Piracicaba
Data de defesa:
Membros da banca:
Josimeri Hebling Costa; Reginaldo Bruno Gonçalvez
Orientador: Marcelo Giannini
Resumo

Componentes anticariogênicos e antibacterianos como fluoreto (F-) e brometo (Br -) têm sido introduzidos nos sistemas adesivos na tentativa de melhorar a longevidade clínica das restaurações. No entanto, estes componentes não foram avaliados frente a altos desafios cariogênicos. O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito destes novos adesivos no esmalte dental em duas condições de desafio cariogênico. Estudo in situ: Estudo cruzado e cego foi realizado em 2 fases de 14 dias. Voluntários (n=14) utilizaram dispositivos intra-orais contendo 4 blocos de esmalte bovino com preparos cavitários e restaurações com sistemas adesivos autocondicionanteslresina composta: 1) Clearfil SE Bond (SE) ou 2) Clearfil Protect Bond (PB/com F- e Br -/Clearfil AP-X. Os voluntários gotejaram solução de sacarose a 20% sobre os blocos de esmalte, 8 vezes ao dia e usaram dentifrício fluoretado 3 vezes ao dia. Estudo in vitro: Dez blocos de esmalte dental bovino com preparos cavitários e restaurações com os sistemas adesivos/resina composta: 1) SE; PB; Single Bond (SB) e One-up Bond F (OF/ com F-)/Clearfil APX. As amostras foram submetidas à ciclagem de pH por 8 dias, simulando desenvolvimento de cárie. Após os desafios cariogênicos, as amostras foram analisadas através de microdureza Knoop (MHN) (transformado em % volume mineral), microscopia de luz polarizada (MLP) e microscopia eletrônica de varredura (MEV). A análise estatística foi realizada através de ANOVA em parcela subdividida e teste de Tukey para a % volume mineral (in situ e in vitro); teste t de Student para MLP in situ; ANOVA one-way e teste de Tukey para MLP in vitro (p<0,05). Os resultados da % volume mineral in situ mostraram uma menor perda mineral para o adesivo PB quando comparado ao SE na primeira profundidade (20 µm) em todas as distâncias das restaurações. Não houve diferença estatística significativa para a análise em MLP, porém as imagens mostraram diferentes padrões de formação da lesão de cárie. As MEV mostraram que o esmalte adjacente ao adesivo SE apresentou maior desmineralização interprismática quando comparado ao PB, porém a morfologia da interface de união apresentou um padrão semelhante. Para o estudo in vitro, não houve diferença estatística significativa para a % volume mineral, mas a MLP mostrou uma menor extensão da lesão de cárie para o esmalte adjacente ao adesivo PB. As imagens de MEV mostraram menor desmineralização interprismática para o esmalte restaurado com o adesivo PB. Os resultados mostraram que o adesivo PB promoveu menor desmineralização do esmalte adjacente à restauração o qual foi submetido a alto desafio cariogênico, sugerindo ter potencial para o controle de desenvolvimento de lesões de cárie adjacentes à restauração (AU)

Processo FAPESP: 04/05317-3 - Análise da microdureza do esmalte dental bovino ao redor de restaurações com sistemas adesivos/composito e submetidos a desafios cariogênicos in vitro e in situ
Beneficiário:Cristiane Franco Pinto
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado