Busca avançada
Ano de início
Entree


Estudos Genéticos da Espécie Florestal Cariniana estrellensis (Raddi) Kuntez: Diversidade, Sistema de Cruzamento e Fluxo Gênico Contemporâneo.

Texto completo
Autor(es):
Marcela Corbo Guidugli
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Imprenta: Ribeirão Preto.
Instituição: Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto
Data de defesa:
Membros da banca:
Ana Lilia Alzate Marin; Moacyr Antonio Mestriner; Ademilson Espencer Egea Soares; Roland Vencovsky; Maria Imaculada Zucchi
Orientador: Ana Lilia Alzate Marin
Resumo

Cariniana estrellensis (Raddi) Kuntez (Lecythidaceae), popularmente conhecida como jequitibá branco, é uma espécie arbórea climácica neotropical cuja sobrevivência encontra-se ameaçada devido aos processos de degradação de seus ambientes naturais e exploração indevida. Visando contribuir para a conservação in situ e ex situ deste recurso genético, o objetivo deste trabalho foi investigar a diversidade genética, o sistema de reprodução, a estrutura genética espacial e o fluxo gênico contemporâneo de C. estrellensis em um pequeno remanescente florestal (8 ha) localizado na Região de Ribeirão Preto SP (município de Cravinhos), usando como ferramenta de análise um conjunto de nove marcadores microssatélites (SSR) desenvolvidos para a espécie. Todas as árvores adultas reprodutivas (30) e regenerantes (39) existentes no referido fragmento foram mapeadas e tiveram tecidos foliares amostrados para as análises genéticas. Sementes de polinização natural foram também aleatoriamente coletadas em algumas destas árvores adultas durante dois eventos reprodutivos, obtendo-se um total de 644 progênies. Através das análises SSR constatou-se que todas as gerações de C. estrellensis apresentaram altos níveis de diversidade genética e ausência de endogamia, evidenciando a alogamia da espécie. Em concordância, as taxas de cruzamentos (tm) estimadas para os dois eventos reprodutivos não diferiram estatisticamente da unidade, permitindo afirmar que C. estrellensis é uma espécie perfeitamente alógama, com indícios de mecanismos de auto-incompatibilidade. Estimativas da correlação de paternidade (rp(m) (evento 1) = 0,121 e rp(m) (evento 2) = 0,145) e do coeficiente de coancestralidade médio dentro de progênies (xy (evento 1) = 0,140 e xy (evento 2) = 0,141) indicaram a ocorrência de pequenos desvios de cruzamentos aleatórios na população de C. estrellensis. O número efetivo de doadores de pólen estimado foi mais alto entre frutos de uma mesma árvore (10,20(evento 1); 10,31(evento 2) ) do que dentro de um mesmo fruto (1,33(evento 1); 1,17(evento 2)). Os resultados também revelaram que não existe estruturação genética espacial na população de C. estrellensis. As análises de parentesco em C. estrellensis revelaram distâncias médias curtas do fluxo de pólen dentro do fragmento tanto para as progênies (69,95±60 m(evento 1); 112,02±94 m (evento 2)) quanto para os regenerantes (146,94±98 m). Além disso, os resultados das análises de parentesco nos regenerantes apontaram ausência de imigração de sementes na população e indicaram que a taxa de imigração de pólen realizado (variando entre 53 % e 62 %) foi maior que as taxas de imigração de pólen efetivo (variando entre 23,5 % e 37 %) para os dois eventos reprodutivos estudados. Os altos níveis de imigração de pólen detectados no fragmento em estudo sugeriram que a população de C. estrellensis não está isolada reprodutivamente, o que pode ser essencial para prevenir perdas de diversidade genética da espécie, garantindo sua sobrevivência em longo prazo. Em termos gerais, a população estudada mostrou resiliência aos efeitos adversos da fragmentação e potencial para fins de conservação in situ e ex situ. (AU)

Processo FAPESP: 07/04787-4 - Fluxo de pólen e isolamento genético de Cariniana estrellensis (Raddi) Kuntze (Lecythidaceae) em fragmento localizado no Interior de São Paulo
Beneficiário:Marcela Corbo Guidugli
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado