Busca avançada
Ano de início
Entree


"Internalização de Imunoglobinas por Células Endoteliais do Fígado, Pulmão e Rim na Leishmaniose Visceral em Ramster".

Texto completo
Autor(es):
Regiane Mathias
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Imprenta: São Paulo.
Instituição: Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Medicina
Data de defesa:
Membros da banca:
Hiro Goto; Jose Alexandre Marzagao Barbuto; Idercio Luiz Sinhorini
Orientador: Hiro Goto
Resumo

A patogenia na leishmaniose visceral (LV) não é totalmente conhecida. Em LV em hamsteres avaliamos a participação de imunoglobulinas nas lesões. IgG foi detectada no sinusóide hepático, nos septos pulmonares e nos capilares glomerulares, em maior intensidade aos 30 e 45 dias pós-infecção (PI); C3 estava ausente, exceto no rim. Os dados não sendo compatíveis com a deposição de imunocomplexo, estudamos ultraestruturalmente a internalização de imunoglobulinas. No fígado e no rim a quantidade de imunoglobulina em célula endotelial era maior aos 30 dias PI em relação ao controle não infectado e no pulmão, aos 30 dias PI em relação aos 60 dias PI. Imunoglobulina internalizada por célula endotelial observada neste estudo na LV em hamsteres, marcadamente aos 30 dias PI, pode ser um mecanismo alternativo de lesão na LV (AU)

Processo FAPESP: 98/15414-3 - Internalização de imunoglobulinas por células endoteliais na patogênese do processo inflamatório intersticial na leishmaniose visceral em hamster
Beneficiário:Regiane Mathias
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado