Busca avançada
Ano de início
Entree


Diabete melito referida: incidência e preditores, em coorte de idosos domiciliados no município de São Paulo: Estudo SABE - Saúde, Bem-estar e Envelhecimento

Texto completo
Autor(es):
Manuela Ferreira de Almeida
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Imprenta: São Paulo.
Instituição: Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Saúde Pública
Data de defesa:
Membros da banca:
Maria de Fatima Nunes Marucci; Aline Rodrigues Barbosa; Yeda Aparecida de Oliveira Duarte
Orientador: Maria de Fatima Nunes Marucci
Resumo

A incidência de diabete melito (DM) tem aumentado, principalmente em idosos. Evidências epidemiológicas mostram que obesidade e gordura abdominal constituem fator de risco para o desenvolvimento de DM. Objetivo: Verificar a associação da incidência de DM referida com obesidade e gordura abdominal, em coorte de idosos domiciliados no município de São Paulo/Brasil - 2000 e 2006. Casuística e métodos: Foram utilizados dados do Estudo SABE Saúde, Bem-estar e Envelhecimento, longitudinal, epidemiológico, de base domiciliar, realizado no município de São Paulo, em 2000 (2.143 idosos), e em 2006 (1.115 idosos). A população de estudo foi constituída por idosos ( 60 anos), de ambos os sexos, selecionados por amostra probabilística, e que não referiram DM, em 2000, e que apresentaram todos os dados necessários a este estudo. As variáveis analisadas foram: DM referida, com alternativa de resposta dicotômica (sim ou não), obesidade, pelo índice de massa corporal - IMC 30 kg/m², gordura abdominal (circunferência da cintura CC 88 cm, para mulheres, e 102 cm, para homens; e razão cintura/quadril RCQ 1, para homens, e 0,85, para mulheres) e características sociodemográficas (sexo, grupo etário, escolaridade, companhia no domicílio). Para verificar a associação entre as variáveis, utilizou-se teste Rao Scott, para amostra complexa, e regressão logística múltipla (p<0,05) e o programa Stata/SE 10.0 for Windows. Resultados: Dos 1.115 idosos, foram reavaliados 914, sendo que 72 constituíram os novos casos de Manuela F. de Almeida DM (7,7 por cento /1.000 pessoa/ano). Verificou-se que a maior proporção (58 por cento ) de indivíduos que referiram DM, era composta por mulheres. Ainda que a obesidade tenha se associado, positivamente, com referência de DM, constatou-se que a RCQ (OR=2,32; IC=1,47-3,67) e CC (OR= 2,33; IC=1,44-3,77) foram preditoras para DM referida. Conclusão: De todas as variáveis analisadas, apenas a gordura abdominal constituiu fator de risco para incidência da doença, no período de 6 anos (AU)

Processo FAPESP: 08/51784-3 - Incidência de diabete melito e associação com estado nutricional de idosos, residentes no Município de São Paulo: Estudo SABE - Saúde, bem-estar e envelhecimento
Beneficiário:Manuela de Almeida Roediger
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado