Busca avançada
Ano de início
Entree


Zoneamento da favorabilidade climática para a ocorrência da ferrugem alaranjada da cana-de-açúcar nas principais regiões produtoras do Brasil e da Austrália

Texto completo
Autor(es):
Dayana Lardo dos Santos
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Imprenta: Piracicaba.
Instituição: Universidade de São Paulo (USP). Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz
Data de defesa:
Membros da banca:
Paulo Cesar Sentelhas; Luiz Roberto Angelocci; Glauco de Souza Rolim
Orientador: Paulo Cesar Sentelhas
Resumo

O Brasil, maior expoente do setor sucroalcooleiro mundial, apresenta como um dos entraves para obter elevadas produtividades a ocorrência de doenças fúngicas, as quais limitam o potencial produtivo do canavial. Atualmente, um dos grandes desafios para a comunidade canavieira é a recém-introduzida ferrugem alaranjada, doença causada pelo fungo Puccinia kuehnii, a qual foi detectada pela primeira vez no Brasil na safra 2009/10, ano em que as chuvas excederam os valores normais e as temperaturas foram amenas. Dada a grande dependência que as doenças fúngicas têm das condições climáticas para se manifestarem, o presente estudo teve por objetivo avaliar as condições meteorológicas que foram observadas durante as epidemias de ferrugem alaranjada ocorridas na província de Queensland, Austrália, em 1999/2000, e no estado de São Paulo, em 2009/2010, e a partir dessas elaborar modelos que possibilitassem estimar a severidade da doença, de modo a se estabelecer o zoneamento da favorabilidade climática para sua ocorrência. Com base nessas informações foram elaborados mapas de favorabilidade climática para a ocorrência da ferrugem no estado de São Paulo e na província de Queensland. As variáveis climáticas favoráveis à ocorrência da ferrugem alaranjada foram o número de decêndios com excedente hídrico (NDEXC) e o número de decêndios com temperatura média ideal para a infecção (NDTideal). Essas variáveis foram utilizadas no desenvolvimento de modelos lineares para determinação da severidade da doença, com base nos dados observados em diferentes regiões do estado de São Paulo. A elaboração do Índice de Favorabilidade Climática à Ferrugem Alaranjada da Cana-de-açúcar (IFAC) se baseou numa ponderação das severidades estimadas para séries de 15 a 30 anos. Posteriormente, o IFAC foi correlacionado com as coordenadas geográficas e a altitude o que permitiu se estimar o IFAC para todo o Estado de São Paulo. Esse modelo também foi aplicado para a Província de Queensland, Austrália. O IFAC foi empregado na confecção de mapas nos quais se estabeleceram os zoneamentos das regiões de favorabilidade climática à doença. Observou-se que as regiões canavieiras no oeste paulista apresentam risco muito baixo a moderado, enquanto que nas regiões no centro-leste do Estado, o risco é moderado-alto a alto seguindo uma tendência longitudinal. Para Queensland, a região mais favorável à doença é na faixa leste da província, exatamente nas regiões onde se concentra a produção de cana-de-açúcar. (AU)

Processo FAPESP: 10/13621-5 - Zoneamento das áreas de risco climático para a ocorrência da ferrugem alaranjada da cana-de-açúcar no Estado de São Paulo
Beneficiário:Dayana Lardo dos Santos
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado