Busca avançada
Ano de início
Entree


Filmes finos híbridos orgânicos-inorgânicos para fotônica

Texto completo
Autor(es):
Daniela Coelho de Oliveira
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Imprenta: Araraquara. 139 f.
Instituição: Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Instituto de Quimica.
Data de defesa:
Membros da banca:
Luis Antonio Ferreira Martins Dias Carlos; Cid Bartolomeu de Araujo; Alain Fort
Orientador: Sidney José Lima Ribeiro; Jean-Michel Nunzi
Resumo

O material estudado neste trabalho é um híbrido orgânico-inorgânico denominado "di-ureasil" formado por uma cadeia tipo poliéter unida em ambas extremidades a um grupo siloxano por pontes de uréia. As curvas de SAXS mostram um pico de interferência característico, atribuído a uma correlação espacial existente entre as partículas de siloxanos. Um complexo formado entre zircônio e ácido metacrílico foi adicionado ao material base e o aumento do teor deste complexo leva a um alargamento das bandas e um deslocamento de q para valores maiores. O alargamento é devido ao aumento na dispersão das distâncias interpartículas e o deslocamento pode ser devido a interação do zicônio com a região polimérica levando a uma diminuição das distâncias entre as partículas de siloxanos. As mesmas informações podem ser obtidas a partir das curvas de difração de raios X. A desconvolução gaussiana das curvas experimentais indica a formação de nanodomínios de óxido de zircônio. As curvas de transmissão na região do infravermelho mostram a interação dessas espécies de zircônio com a região polimérica da matriz híbrida. Entretanto, a competição pela água do meio reacional entre espécies de Zr e Si levam a uma diminuiçào no grau de condensação das espécies de siloxano evidenciada pelo aparecimento de bandas relativas a silanóis residuais apenas para amostras com alta concentração de zircônio. Este fato é confirmado pelas análises de RMN de 29Si. As propriedades ópticas dos di-ureasis também foram estudadas. Uma banda larga de emissão que cobre a parte do visível do espectro eletromagnético é devida à combinação de duas componentes atribuídas à processos de recombinação doador-aceptor, que ocorre entre grupos NH das ligações uréia e nos centros de siloxanos. (AU)

Processo FAPESP: 01/14173-7 - Filmes finos orgânicos híbridos orgânicos/inorgânicos para fotônica
Beneficiário:Daniela Coelho de Oliveira
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado Direto