Busca avançada
Ano de início
Entree


Efeito da termorretificação nas propriedades físicas, mecânicas e na resistência a fungos deterioradores da madeira de Eucalyptus grandis Hill ex Maiden

Texto completo
Autor(es):
Fred Willians Calonego
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Imprenta: Botucatu. 149 f.
Instituição: Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Ciencias Agronomicas (Campus de Botucatu).
Data de defesa:
Membros da banca:
Claudio Angeli Sansigolo; Adriano Wagner Ballarin; Rosilei Aparecida Garcia; José Otavio Brito
Orientador: Elias Taylor Durgante Severo
Resumo

A madeira é um dos mais versáteis materiais de construção. Entretanto, considerando as pressões ambientais e a escassez de madeira nativa nas regiões Sul e Sudeste, deve-se utilizar madeiras alternativas. O gênero eucalipto se apresenta como uma solução para esse problema, porém possui limitações, tais como, altos níveis de tensões de crescimento, baixa permeabilidade e problemas de secagem, alta retratibilidade e susceptibilidade a fungos deterioradores. Uma forma comercialmente atrativa de se melhorar a estabilidade dimensional e a durabilidade biológica deste produto é a termorretificação da madeira logo após a sua secagem. Esse trabalho teve como objetivo avaliar o efeito da termorretificação sob diferentes condições de temperatura na qualidade da madeira de Eucalyptus grandis Hill ex Maiden. Para tanto, foram usadas tábuas provenientes de toras de Eucalyptus grandis, com cerca de 5,9 anos de idade, da empresa Duratex-SA. Cada uma das tábuas foi seccionada de modo a fornecer peças controle e outras destinadas para a termorretificação, com temperaturas finais de 140ºC, 160ºC, 180ºC, 200ºC e 220ºC. A qualidade da madeira foi determinada pelos seguintes ensaios: (1) perda de massa e variação da espessura das tábuas; (2) propriedades físicas (massa específica básica, a 0%, a 12,0% e a 17,5% de umidade, teor de umidade de equilíbrio, inchamentos volumétricos e lineares, coeficientes de retratibilidade e fator anisotrópico); (3) resistência a fungos deterioradores; e (4) propriedades mecânicas (compressão paralela às fibras, flexão estática e dureza Janka normal às fibras). Os resultados mostraram que: (1) a perda de massa das tábuas de E. grandis aumenta exponencialmente entre 0,004% e 5,7% com o aumento da temperatura de termorretificação de 140ºC até 220ºC; (2) na região próxima à medula há uma variação... (AU)

Processo FAPESP: 05/59074-7 - Efeito da termorretificação nas propriedades físicas, mecânicas e na resistência a fungos deterioradores da madeira de Eucalyptus grandis Hill ex Maiden
Beneficiário:Fred Willians Calonego
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado