Busca avançada
Ano de início
Entree


O impacto da política externa dos EUA nas relações entre Brasil e Cuba (1996-2004)

Texto completo
Autor(es):
Marcos Alan Fagner dos Santos Ferreira
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Imprenta: São Paulo. 144 f.
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo Programa de Pós-graduação em Relações Internacionais San Tiago Dantas.
Data de defesa:
Membros da banca:
Ana Maria Stuart; Héctor Saint-Pierre
Orientador: Luís Fernando Ayerbe
Resumo

O trabalho busca reconstituir historicamente as relações entre Brasil e Cuba, com especial atenção à presença dos EUA neste relacionamento. Cuba recebe forte influência da política norte-americana através de uma política externa hostil cristalizada desde 1960 em intervenções diretas e forte embargo econômico justificados em nome do combate ao regime socialista que vigora na ilha e o seu alinhamento com a União Soviética. Finalizada a Guerra Fria e com a perda de seus parceiros do bloco socialista, o embargo dos EUA foi fortalecido e referendado como lei no congresso norte-americano em 1996, com a Cuban Liberty and Democratic Solidarity Act - LIBERTAD (lei Helms-Burton), ajudando a piorar a crise econômica cubana. Para enfrentar essa nova situação, Havana tem buscado abrir novas frentes nas relações com os países da América Latina, figurando o Brasil como um parceiro em potencial especialmente na área de ciência e tecnologia. Tendo em conta a conjuntura acima, buscamos analisar em que medida esse relacionamento hostil entre EUA e Cuba afeta o Brasil. Além disso, atentou-se às possíveis pressões de Washington para que o Itamaraty mudasse sua postura neutra com relação a Cuba. Por fim, percebeu-se também que Cuba vê o Brasil como um líder regional. Todos estes fatores trazem diversos desafios para a política externa brasileira, dada a complexa conjuntura que envolve Cuba na história diplomática do continente americano. O período analisado pela pesquisa abarca os anos de 1996 a 2004, data de entrada em vigor da lei Helms-Burton até o fim do mandato do governo George W. Bush. (AU)

Processo FAPESP: 03/09868-1 - O impacto da política externa dos Estados Unidos nas relações entre Brasil e Cuba (1996-2004)
Beneficiário:Marcos Alan Shaikhzadeh Vahdat Ferreira
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado