Busca avançada
Ano de início
Entree


Estudo da produção de pectinases por Bacillus SP

Texto completo
Autor(es):
Márcia Maria Costa Nunes Soares
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Imprenta: Rio Claro. 222 f.
Instituição: Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Instituto de Biociências (Campus de Rio Claro).
Data de defesa:
Membros da banca:
Lygia Dolores Ribeiro de S. Fernandes; Aline Oriani; Luiz Antonio de Souza; Eduardo Leite Borba
Orientador: Eleni Gomes
Resumo

Bulbophyllum, o maior gênero de Orchidaceae, possui distribuição pantropical mas sua maior diversidade concentra-se no sudeste Asiático. Na região Neotropical, o gênero é representado por 60 espécies, sendo que 49 delas ocorrem no Brasil. A maior diversidade de espécies neotropicais encontra-se no Sudeste brasileiro, nas regiões de contato entre o Cerrado e a Floresta Atlântica. Após o advento de filogenias moleculares, auxiliadas por dados morfológicos, foram reconhecidas e recircunscritas seis seções monofiléticas e neotropicais de Bulbophyllum: Bulbophyllaria, Furvescens, Napelli, Micranthae, Didactyle e Xiphizusa. Até o momento, informações sobre anatomia e micromorfologia florais para espécies neotropicais do gênero estão disponíveis apenas para seis espécies e tratam apenas do labelo. Além disso, informações sobre a polinização do grupo foram reportadas para apenas oito espécies. Considerando a recente recircunscrição do grupo, escassez de estudos sobre características florais e importância destas para a polinização em Orchidaceae, o objetivo deste trabalho foi analisar a micromorfologia e anatomia florais de 30 espécies neotropicais, bem como de sete espécies não-neotropicais e uma de Dendrobium, para: auxiliar na caracterização floral de cada seção, na diferenciação de espécies dentro das seções e para melhorar a compreensão do grupo como um todo. De forma geral, as flores das espécies das seções neotropicais de Bulbophyllum apresentam sépalas livres, com tricomas glandulares na face abaxial; pétalas com um feixe vascular colateral; labelo com epiderme estriada, com sulco na face adaxial, geralmente secretor, e uma quilha com estômatos na face abaxial; antera com epiderme papilosa e quatro polínias; presença de viscídio originado da desintegração das células do rostelo; ovário 6-lobado e com um feixe vascular por lobo. Cada seção apresenta características anatômicas e... (AU)

Processo FAPESP: 99/06789-6 - Estudo da produção de pectinases por Bacillus sp.
Beneficiário:Márcia Maria Costa Nunes Soares
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado