Busca avançada
Ano de início
Entree


O Termo Sigma Nuclear no Modelo de Skyrme

Texto completo
Autor(es):
Arnaldo Gammal
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Tese de Doutorado
Imprenta: São Paulo.
Instituição: Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Física
Data de defesa:
Membros da banca:
Tobias Frederico; Jose de Sá Borges Filho; Iuda Dawid Goldman Vel Lejbman; Emerson Jose Veloso de Passos; Lauro Tomio
Orientador: Tobias Frederico
Resumo

O termo sigma nuclear (o conteúdo isoescalar de quarks do estado nuclear) é calculado no contexto do modelo de Skyrme, através da consideração da dependência do potencial núcleon-núcleon com as massas de corrente. O termo sigma nuclear é extraído da massa nuclear usando-se o teorema de Hellmann-Feynman, derivando a interação núcleon-núcleon com respeito às massas dos quarks up e down, m IND.q V IND.NN/ m IND.q. O potencial é construído na aproximação do ansatz produto quantizado no modelo de Skyrme. A dependência às massas dos quarks vem do termo relativo a massa do píon na Lagrangiana de Skyrme. Esta conexão é feita usando a relação de Gell-Mann, Oakes e Renner. É feita uma discussão de como m IND. m IND.q V IND.NN/ m IND.q deve entrar no cálculo do termo sigma nuclear no contexto da mecânica quântica não relativística. Também calculamos o termo sigma do núcleon e as derivadas das constantes de acoplamento píon-núcleon, carga axial, raios eletromagnéticos e momentos magnéticos. Considerando a contribuição do potencial para o termo sigma da matéria nuclear, o valor local do condensado de quarks é estimado. Devido ao caráter repulsivo do termo do potencial, o condensado diminui somente 5% na densidade normal. O problema da falta de repulsão na magnitude da parte real do potencial ótico isoescalar píon-núcleo-onda-s, provenientes da análise de dados de espalhamento e átomos piônicos, é resolvido no contexto presente. A contribuição do potencial skyrmion-skyrmion ao termo sigma nuclear, proporciona a repulsão necessária para o potencial píon-núcleo, em um surpreendente acordo com os parâmetros ajustados e também com a sua dependência da massa nuclear. (AU)

Processo FAPESP: 92/01961-6 - Interação nucleon-nucleon em modelos efetivos
Beneficiário:Arnaldo Gammal
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado