Busca avançada
Ano de início
Entree


Fertirrigação do abacaxi cultivar vitória com vinhaça: efeitos no solo e na planta

Texto completo
Autor(es):
João Paulo Francisco
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Imprenta: Piracicaba.
Instituição: Universidade de São Paulo (USP). Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz
Data de defesa:
Membros da banca:
Marcos Vinicius Folegatti; Patricia Angélica Alves Marques; Leonardo Duarte Batista da Silva
Orientador: Marcos Vinicius Folegatti
Resumo

O uso agrícola de resíduos de efluentes orgânicos é uma alternativa interessante de disposição, pois permite o aproveitamento potencial das águas e dos nutrientes para o crescimento das plantas. A utilização destes efluentes na agricultura constitui uma importante contribuição para a minimização da contaminação devido à redução de seu lançamento em corpos hídricos, além de se tornar uma alternativa econômica para a propriedade rural, que diminui os custos para aquisição de fertilizantes. O aumento no resíduo de efluente produzido pelas usinas de cana-de-açúcar, a vinhaça, é reflexo do aumento da produção do álcool no Brasil. A vinhaça é um subproduto rico em nutrientes, principalmente em matéria orgânica, característica essa que a torna um grande poluidor quando lançado em corpos hídricos. Dentre as soluções para destinação final da vinhaça, a que se destaca é sua aplicação no solo, por meio da técnica de fertirrigação. Dentro desse contexto, o presente trabalho consiste em avaliar o efeito da aplicação de diferentes doses de vinhaça no crescimento, produção e qualidade dos frutos do cultivar de abacaxi vitória, visando à disposição final deste efluente de forma a garantir a reciclagem de água e nutrientes, sem comprometimento das características químicas e físicas do solo. O experimento foi conduzido na área experimental do Departamento de Engenharia de Biossistemas da Escola Superior de Agricultura \"Luiz de Queiroz\" (ESALQ/USP) em ambiente protegido (casa de vegetação). Adotou-se delineamento inteiramente aleatorizado com 5 tratamentos e 4 repetições, totalizando 20 parcelas experimentais, sendo a unidade experimental representada por trincheiras com dimensões 3,20 m de comprimento por 0,80 m de largura por 0,40 m de profundidade. Os tratamentos foram formados pela aplicação de doses de vinhaça referentes a 0, 50, 75, 100 e 125% da demanda de 462 kg ha-1 de potássio pelo abacaxizeiro. O potássio foi tomado como elemento de referência para obtenção dos volumes de vinhaça, sendo que para os cálculos de volume, utilizou-se a norma CETESB P4.231. As fertirrigações foram ministradas, via gotejamento, de acordo com a demanda nutricional do abacaxizeiro, respeitando suas fases de desenvolvimento. Verificou-se que a aplicação de vinhaça no solo aumentou a CTC e a matéria orgânica, porém não promoveu alterações nas características físicas. O aumento das doses de vinhaça afetaram diretamente as variáveis biométricas: altura de plantas, número de folhas, comprimento e largura da folha \"D\". A área foliar, matéria seca da parte aérea e raiz sofreram influência positiva do aumento das doses de vinhaça aplicadas. Verificou-se que as maiores concentrações de nitrato e potássio na solução do solo foram encontradas nos tratamentos com maiores doses de vinhaça aplicadas. Os tratamentos fertirrigados com vinhaça apresentaram menor produtividade quando comparados ao tratamento com adubação química, no entanto as plantas que foram fertirrigadas apresentaram frutos com qualidades físico-químicas superiores, apesar de na análise sensorial não ter sido verificado diferença significativa entre os tratamentos. (AU)

Processo FAPESP: 12/04806-7 - Fertirrigação do abacaxi cultivar vitória com vinhaça: efeitos no solo e na planta
Beneficiário:João Paulo Francisco
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado