Busca avançada
Ano de início
Entree


Influência da carga oclusal parafuncional em próteses implantossuportadas, variando-se a proporção coroa/implante e o sistema de conexão protética : estudo pelo método dos elementos finitos tridimensionais

Texto completo
Autor(es):
Leonardo Bueno Torcato
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Instituição: Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Odontologia (Campus de Araçatuba)
Data de defesa:
Membros da banca:
Marcelo Ferraz Mesquita; Fellippo Ramos Verri
Orientador: Eduardo Piza Pellizzer
Resumo

A condição de carga tem sido considerada o fator mais importante para a manutenção em longo-prazo da osseointegração e sucesso do tratamento reabilitador, portanto, é essencial otimizar a distribuição da carga mastigatória no complexo implante-coroa-parafuso. A proposta do presente estudo foi analisar, através do método dos elementos finitos tridimensionais, a influência do carregamento oclusal parafuncional, da proporção coroa/implante e da conexão protética (hexágono externo, hexágono interno e cone-morse) na distribuição das tensões em próteses unitárias implantossuportadas. Foram confeccionados cinco modelos tridimensionais com o auxílio de um scanner 3D MDX-20 e dos programas de modelagem gráfica: Rhinoceros 3D 4.0 (NURBS Modeling for Windows, EUA) e SolidWorks 2010 (SolidWorks Corp, Massachusetts, USA). Cada modelo foi composto por um bloco ósseo proveniente da região molar mandibular, por um implante dentário (Conexão Sistema de Prótese Ltda, São Paulo, Brasil) e por coroa metalocerâmica com diferentes alturas: 10, 12.5 e 15 mm. Os modelos tridimensionais foram exportados para o programa de elementos finitos FEMAP 10.1 (Noran Engineering, Inc., EUA), para estabelecimento das condições de contorno e geração da malha de elementos finitos. Aplicou-se uma carga funcional (200 N axial e 100 N oblíqua), bem como uma carga parafuncional (1000 N axial e 500 N oblíqua). A carga axial foi dividida em 4 pontos, localizados nas vertentes internas das cúspides, enquanto que a carga oblíqua foi dividida em 2 pontos, os quais localizaram-se nas vertentes internas das cúspides linguais. Os resultados foram visualizados por meio dos mapas de Tensão de von Mises e mapas de Tensão Máxima Principal. O carregamento parafuncional e o aumento da proporção coroa/implante induziram um aumento da área de distribuição e da magnitude das tensões no ... (AU)

Processo FAPESP: 11/03624-0 - Influência da carga oclusal parafuncional em próteses implantossuportadas, variando-se a proporção coroa/implante e o sistema de conexão protética. Estudo pelo método dos elementos finitos tridimensionais
Beneficiário:Leonardo Bueno Torcato
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado