Busca avançada
Ano de início
Entree

CONDUÍTE TUBULAR À BASE DE FIBRAS DE VIDRO BIOATIVO E BIORREABSORVÍVEL PARA REGENERAÇÃO DE TECIDO NERVOSO PERIFÉRICO E PROCESSO DE OBTENÇÃO DO MESMO

Tipo de documento:Patente
Inventor(es): Oscar Peitl Filho; Edgar Dutra Zanotto; Marina Trevelin Souza
Depositante: Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR)
Data do depósito: 23 de dezembro de 2014
Registro INPI:
BR1020140325484 - Consulta INPI
IPC: A61L 27/34 A61L 27/24 A61F 2/04
Resumo

CONDUÍTE TUBULAR À BASE DE FIBRAS DE VIDRO BIOATIVO E BIORREABSORVÍVEL PARA REGENERAÇÃO DE TECIDO NERVOSO PERIFÉRICO E PROCESSO DE OBTENÇÃO DO MESMO. É descrito um conduite tubular à base de fibras de vidro bioativo e biorreabsorvível para regeneração de tecido nervoso periférico, dito conduíte compreendendo entre 1 e 1000 fibras/mm2 de vidro bioativo e biorreabsorvível com diâmetros de 1 a 200µm sobre um molde não aderente com diâmetro entre 0,3 e 10 mm, ditas fibras sendo unidas sobre o dito molde com auxílio de colágeno tipo I ou IV na concentração de 3-50 mg/ml, e após secagem as fibras de vidro e colágeno recebem uma camada externa previamente preparada de colágeno tipo I ou IV na concentração de 5-150 mg/ml ou de outro polímero natural ou sintético, dita camada externa sendo aderida com auxílio de processos térmicos ou por reticulação química, e o molde não aderente é retirado. O conduite obtido tem diâmetro interno entre 0,3 e 10 mm, espessura entre 0,1 mm e 2 mm e comprimento entre 2 mm e 60 mm. O processo de obtenção do conduíte também é descrito.


Processo FAPESP: 11/22937-9 - Desenvolvimento e caracterização de tecidos vítreos flexíveis altamente bioativos
Beneficiário:Marina Trevelin Souza
Pesquisador responsável:Edgar Dutra Zanotto
Instituição: Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia (CCET)
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado