Busca avançada
Ano de início
Entree
Conteúdo relacionado

MÉTODO PARA DETECÇÃO DE MICROCISTINAS E/OU NODULARINA EM AMOSTRAS AMBIENTAIS; KIT DE DIAGNÓSTICO, ANTICORPO POLICLONAL PARA DETECÇÃO DE MICROCISTINAS E/OU NODALARINA EM AMOSTRAS AMBIENTAIS E MÉTODO DE PRODUÇÃO DO REFERIDO ANTICORPO POLICLONAL

Tipo de documento:Patente
Inventor(es): Ernani Pinto; Fabyana Maria dos Anjos; Noeli Maria Espíndola
Depositante: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) ; Universidade de São Paulo (USP)
Data do depósito: 07 de outubro de 2009
Registro INPI:
PI0903998-8 - Consulta INPI
IPC: C07K 16/12 G01N 33/18
Resumo

MÉTODO PARA DETECÇÃO DE MICROCISTINAS E/OU NODULARINA EM AMOSTRAS AMBIENTAIS; KIT DE DIAGNÓSTICO, ANTICORPO POLICLONAL PARA DETECÇÃO DE MICROCISTINAS E/OU NODALARINA EM AMOSTRAS AMBIENTAIS E MÉTODO DE PRODUÇÃO DO REFERIDO ANTICORPO POLICLONAL. A presente invenção se refere a um Método de detecção de microcistinas e/ou nodalarina em amostras ambientais compreendendo as etapas de sensibilizar placas de microtitulação com o antígeno MCLR; bloquear as placas com solução de caseína 2,5%; produzir a formação de um imunocomplexo; adicionar 100 <109>l do imunocomplexo formado na etapa (iii) a microplaca bloqueada; adicionar conjugado anti-IgG marcado com peroxidase e revelar a reação com substrato OPD. A presente invenção refere-se ainda a produção de um kit de diagnóstico para a detecção de microcistinas e/ou nodularina utilizando o referido método.


Processo FAPESP: 06/01553-0 - Investigação e monitoramento de hepatotoxinas e neurotoxinas produzidas por cianobactérias em reservatórios de água e lagos na Alemanha e Brasil
Beneficiário:Ernani Pinto Junior
Pesquisador responsável:Ernani Pinto Junior
Instituição: Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF)
Linha de fomento: Auxílio à Pesquisa - Regular