Busca avançada
Ano de início
Entree

DISTILLATION PROCESS FOR REDUCING ETHYL CARBAMATE CONTAMINATION IN ALCOHOLIC BEVERAGES

Tipo de documento:Patente
Inventor(es): João Bosco Faria; Aline Ferreira Cavalcanti; Luiz do Carmo Mattar
Depositante: Universidade Estadual Paulista (UNESP)
Data do depósito: 29 de maio de 2013
Registro INPI:
PCT/BR2013/000189 - Consulta INPI
IPC: C12G 3/12 C12H 1/12
Resumo

A contaminação da aguardente brasileira por carbamato de etila, substância potencialmente carcinogênica, é considerada um entrave à exportação da bebida. O cobre se envolve nas reações de formação do carbamato de etila, e a sua substituição por aço-inox nos equipamentos de destilação, com a finalidade de se evitar a formação deste composto, origina uma bebida de má qualidade sensorial, devido à presença do dimetil sulfeto. A redução na concentração de compostos sulfurados no produto final pode ser obtida, pela introdução de dispositivo de cobre (Patente n°8206688) no interior do capitel de alambique de aço-inox. É, portanto, oportuno verificar a eficiência da utilização de outras formas de catalisadores que possam, além de reduzir os teores de carbamato de etila, desempenhar também outras ações catalíticas que proporcionem a obtenção de um destilado com boa qualidade sensorial. A prata é o metal nobre de maior uso industrial e por conta de suas propriedades catalíticas é ideal para uso como um catalisador em reações de oxidação. O objeto do presente invento compreende um processo que envolve a utilização de prata na destilação de bebidas alcoólicas, como a cachaça, que reduz a contaminação por carbamato de etila no produto final


Processo FAPESP: 07/53001-3 - Uso de dispositivos de prata e cobre no interior de alambiques utilizados na destilação de cachaça
Beneficiário:Aline Ferreira Cavalcanti
Pesquisador responsável:João Bosco Faria
Instituição: Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCFAR)
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado