Busca avançada
Ano de início
Entree

Ana Paula Alencar de Lima Lange

CV Lattes


Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP)  (Instituição-sede da última proposta de pesquisa)
País de origem: Brasil

Graduada em Biomedicina pelo Centro Universitário da Grande Dourados - UNIGRAN (2005). Possui Mestrado (2011) e Doutorado (2015) em Ciências pelo Programa de Investigação Biomédica - Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo. Tem experiência na área de Hematologia Experimental, com ênfase em biologia molecular associados ao prognóstico das leucemias mieloides agudas, modelos murinos de neoplasias hematológicas com estudo de marcadores de progenitores de linhagens mieloides e linfoides por citometria de fluxo. Capacitada em "Saúde Baseada em Evidências" pelo Instituto de Ensino e Pesquisa do Hospital Sírio Libanês. Atualmente, colaboradora de pesquisa e apoio à rotina diagnóstica do Laboratório de Hematologia, setor de Biologia Molecular, Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP de Ribeirão Preto. (Fonte: Currículo Lattes)

Bolsas no país
Apoio FAPESP em números * Quantidades atualizadas em 18/01/2020
1 Bolsas no país concluídas

Processos vinculados
Colaboradores mais frequentes em auxílios e bolsas FAPESP
Contate o Pesquisador

Este canal da BV/FAPESP deve ser utilizado tão somente para mensagens, referentes aos projetos científicos financiados pela FAPESP.


 

 

 

 

Palavras-chave utilizadas pelo pesquisador
Publicações resultantes de Auxílios e Bolsas sob responsabilidade do(a) pesquisador(a) (1)

(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)

LANGE, ANA P.; LIMA, ANA S.; LUCENA-ARAUJO, ANTONIO R.; JACOMO, RAFAEL H.; MELO, RAUL A.; BITTENCOURT, ROSANE I.; PASQUINI, RICARDO; PAGNANO, KATIA; FAGUNDES, EVANDRO M.; CHAUFFAILLE, MARIA L.; et al. The experience of the International Consortium on Acute Promyelocytic Leukemia in monitoring minimal residual disease in acute promyelocytic leukaemia. British Journal of Haematology, v. 180, n. 6, p. 915-918, . Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na informação da página do pesquisador escrevendo para: cdi@fapesp.br.
X

Reporte um problema na página


Detalhes do problema: