Busca avançada
Ano de início
Entree

Marco Antonio Hidalgo Cunha

CV Lattes ORCID


Ministério da Defesa (Brasil). Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA). Instituto de Estudos Avançados (IEAv)  (Instituição-sede da última proposta de pesquisa)
País de origem: Brasil

Graduado em Computação Científica e Engenharia Aeronáutica pela Universidade de Taubaté e Mestre Profissional em Engenharia Aeroespacial pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica com estágio internacional no Laboratório de Foguetes à Propelente Líquido do Instituto de Aviação de Moscou (MAI/Rússia); possui nível técnico em Processamento de Dados e Mecatrônica; tem experiência efetiva de 7 anos em P&D no campo da computação científica aplicada a engenharia aeronáutica e aeroespacial, com ênfase em desenvolvimento, teste e documentação de software para as áreas de sistemas embarcados, mecânica de fluídos, programação paralela e otimizadores multiobjetivo. Recebeu capacitação profissional em tecnologias para satélites artificiais, atuando diretamente com as equipes de desenvolvimento dos projetos do Computador de Bordo Avançado (COMAV) e do Sensor de Estrelas Autônomo (SEA) do Insituto Nacional de Pesquisas Espaciais e empresas parceiras para montagem, integração e testes de interfaces de comunicação, em especial a SpaceWire, a qual é tolerante à radiação no âmbito do projeto Circuitos Integrados Tolerantes à Radiação (CITAR) e indiretamente na engenharia reversa da turbina supersônica do motor soviético RD109 para o desenvolvimento do motor L75 através da dissertação do mestrado profissional, formado pela parceria do Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE) e especialistas russos do MAI/Russia, que permitiu modelar um problema de otimização adotando um algoritmo genético elitista e multi-objetivo capaz de otimizar os principais parâmetros geométricos de um único estágio de uma turbina supersônica com admissão parcial e bandagem utilizando oxigênio líquido e querosene aeronáutico a partir de objetivos essenciais de desempenho no ponto de projeto para então, obter os primeiros mapas de desempenho fora deste ponto, proporcionando assim uma visão geral do envelope de voo do foguete. (Fonte: Currículo Lattes)

Bolsas no país
Apoio FAPESP em números * Quantidades atualizadas em 27/02/2021
1 Bolsas no país concluídas

Processos vinculados
Colaboradores mais frequentes em auxílios e bolsas FAPESP
Contate o Pesquisador

Este canal da BV/FAPESP deve ser utilizado tão somente para mensagens, referentes aos projetos científicos financiados pela FAPESP.


 

 

 

 

Palavras-chave utilizadas pelo pesquisador
Por favor, reporte erros na informação da página do pesquisador escrevendo para: cdi@fapesp.br.
X

Reporte um problema na página


Detalhes do problema: