Busca avançada
Ano de início
Entree

Eduardo Delgado Assad

CV Lattes GoogleMyCitations


Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Brasil). Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA). Embrapa Informática Agropecuária  (Instituição-sede da última proposta de pesquisa)
País de origem: Brasil

Eduardo Delgado Assad é formado em Engenharia Agrícola em 1979 pela Universidade Federal de Viçosa. Fez Mestrado e Doutorado em Montpellier, França, concluído em 1987. Trabalhou nos laboratórios do INRA de Avignon e do CIRAD em Montpellier. Especializou-se em sensoriamento remoto no CNES (Centre National d´Études Spatiales) em Toulouse, no ano de 1982. É pesquisador da Embrapa desde 1987 atuando inicialmente no Centro de Pesquisa Agropecuária dos Cerrados (CPAC).. Foi coordenador da Área de Recursos Naturais da Embrapa Cerrados, Secretário Executivo do Programa de Recursos Naturais da Embrapa e chefe de Pesquisa e Desenvolvimento da Embrapa Cerrados. Durante o período de 1993 à 2006 foi o coordenador técnico nacional do Zoneamento Agrícola de Riscos Climáticos do Ministério da Agricultura, e nesse período criou e coordenou a rede nacional de agrometerorologia. Coordenou vários projetos em rede nacional e foi Chefe da Embrapa Informática Agropecuária no período 2005 a 2009. Coordena projetos na área de mudanças climáticas e seus impactos na agricultura. Criou e coordenou a sub rede clima e agricultura da rede clima do MCT&I até 2013. É membro do comitê científico do Painel Brasileiro de Mudanças climáticas.Em 2011 foi Secretario de Mudanças climáticas e qualidade ambiental do Ministério do Meio Ambiente. Professor do curso de mestrado em agronegócio da Fundação Getúlio Vargas (Fonte: Currículo Lattes)

Auxílios à pesquisa
Apoio FAPESP em números * Quantidades atualizadas em 19/08/2019
Contate o Pesquisador

Este canal da BV/FAPESP deve ser utilizado tão somente para mensagens, referentes aos projetos científicos financiados pela FAPESP.


 

 

 

 

Palavras-chave utilizadas pelo pesquisador
Videos relacionados aos auxílios à pesquisa e bolsas

SP Pesquisa - Aquecimento e agricultura - 1º Bloco

Publicado em 13 de junho de 2015 - SP Pesquisa - Aquecimento e agricultura - 1º Bloco. O programa mostra o que vai mudar na produção agrícola do Brasil com o aquecimento do planeta. Os cientistas que calcularam como o aumento da temperatura e as mudanças no regime de chuvas vão deslocar as culturas que sustentam o agronegócio no Brasil. A equipe foi até Jaguariúna, no interior paulista, registrar um experimento inédito no mundo. Lá, cientistas acompanham uma plantação de café, cultivada nas condições atmosféricas previstas para o fim deste século. Ali perto em Campinas, os cientistas que desenvolvem plantas que vão resistir à seca, um fenômeno que deve ser mais frequente no Brasil das próximas décadas. O São Paulo Pesquisa vai mostrar quais as respostas que a ciência brasileira busca para garantir a produção de alimentos num cenário de mudanças climáticas.

SP Pesquisa - Aquecimento e agricultura - 2º Bloco

Publicado em 13 de junho de 2015 - SP Pesquisa - Aquecimento e agricultura - 2º Bloco. O programa mostra o que vai mudar na produção agrícola do Brasil com o aquecimento do planeta. Os cientistas que calcularam como o aumento da temperatura e as mudanças no regime de chuvas vão deslocar as culturas que sustentam o agronegócio no Brasil. A equipe foi até Jaguariúna, no interior paulista, registrar um experimento inédito no mundo. Lá, cientistas acompanham uma plantação de café, cultivada nas condições atmosféricas previstas para o fim deste século. Ali perto em Campinas, os cientistas que desenvolvem plantas que vão resistir à seca, um fenômeno que deve ser mais frequente no Brasil das próximas décadas. O São Paulo Pesquisa vai mostrar quais as respostas que a ciência brasileira busca para garantir a produção de alimentos num cenário de mudanças climáticas.

Plantas brasileiras podem ajudar a enfrentar impactos das mudanças climáticas

Publicado em 30 de maio de 2014 - Agência FAPESP. Eduardo Assad, do Centro Nacional de Pesquisa Tecnológica em Informática para a Agricultura (CNPTIA), da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA), apresentou no painel "O impacto potencial das mudanças climáticas na agricultura" a importância do estudo do genoma de plantas do Cerrado e do Semiárido, que poderão ajudar o setor da agricultura a enfrentar impactos das mudanças climáticas. A entrevista foi gravada durante o Ciclo de Conferências 2014, do programa Biota-FAPESP Educação, em 22 de maio de 2014.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.
Por favor, reporte erros na informação da página do pesquisador escrevendo para: cdi@fapesp.br.
X

Reporte um problema na página


Detalhes do problema: