Busca avançada
Ano de início
Entree

Erick de Moraes Franklin

CV Lattes ORCID


Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Faculdade de Engenharia Mecânica (FEM)  (Instituição-sede da última proposta de pesquisa)
País de origem: Brasil

Engenheiro Mecânico pela UNICAMP (1998), Mestre em Eng. Mecânica pela UNICAMP (2004), Mestre em Dynamique des Fluides, Energétique et Transferts pela Université Paul Sabatier - TOULOUSE III (2005) e Doutor em Mécanique des Fluides pela Université Paul Sabatier - TOULOUSE III (2008), com trabalho de pesquisa realizado no IMFT - Institut de Mécanique des Fluides de Toulouse. Atua nos seguintes temas:meios granulares, transporte de sedimentos, instabilidades hidrodinâmicas, dunas, escoamento bifásico. (Fonte: Currículo Lattes)

Matéria(s) publicada(s) na Revista Pesquisa FAPESP sobre o(a) pesquisador(a):
El desplazamiento de los barjanes 
O andar das barcanas 
Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o(a) pesquisador(a)
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)
Auxílios à pesquisa
Bolsas no país
Bolsas no Exterior
Apoio FAPESP em números * Quantidades atualizadas em 28/05/2022
Colaboradores mais frequentes em auxílios e bolsas FAPESP
Contate o Pesquisador

Este canal da BV/FAPESP deve ser utilizado tão somente para mensagens, referentes aos projetos científicos financiados pela FAPESP.


 

 

 

 

Palavras-chave utilizadas pelo pesquisador
Videos relacionados aos auxílios à pesquisa e bolsas

Por que as dunas crescem?


Publicado em 14 de fevereiro de 2022 - Pesquisa FAPESP. Experimentos sugerem que dunas em forma de meia-lua se deslocam de cinco modos distintos.

Estudo sobre a dinâmica de dunas ajudará a compreender a formação do relevo de Marte


Publicado em 16 de dezembro de 2020 - Agência FAPESP. Barcanas são dunas de areia em forma de lua crescente ou de croissant, cujas extremidades apontam no sentido do escoamento do fluido. Podem aparecer em diversos ambientes, do interior de tubulações de água e fundos de rio, onde apresentam tamanhos de até 10 centímetros, nos desertos terrestres, onde excedem 100 metros, na superfície de Marte, onde alcançam extensões de um quilômetro ou mais.

Por favor, reporte erros na informação da página do pesquisador escrevendo para: cdi@fapesp.br.
X

Reporte um problema na página


Detalhes do problema: