Busca avançada
Ano de início
Entree

Mario Jose Abdalla Saad

CV Lattes ORCID


Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Faculdade de Ciências Médicas (FCM)  (Instituição Sede da última proposta de pesquisa)
País de origem: Brasil

Possui graduação em medicina pela Faculdade de Medicina do Triangulo Mineiro (1979), residência em Clínica Médica e Endocrinologia (1980-1982), mestrado (1982-1985) e doutorado (1985-1988) em Clínica Médica pela Universidade de São Paulo. Fez pós-doutorado na Harvard University (1990-1992). Professor do Departamento de Clínica Médica da FCM desde 1986, onde realizou os concursos de livre-docência (1996) e Professor Titular (2003). Atualmente, no Departamento de Clínica Médica da FCM-UNICAMP, ministra as disciplinas de Semiologia e Medicina Interna, e atua junto aos residentes de Clínica Médica na enfermaria geral de adultos. Coordena o laboratório de pesquisa em obesidade e diabetes do mesmo departamento, tendo como linha de pesquisa, nos últimos 28 anos, mecanismos moleculares de resistência à insulina. Orientou 68 alunos de IC, 22 de mestrado, 32 de doutorado e 18 pós-doutores. Foi paraninfo de 3 turmas de formandos em medicina da FCM-UNICAMP, patrono de 2 e professor homenageado de outras 14, desde 1988. Foi coordenador da subcomissão de pós-graduação em Clínica Médica no período de 1994 a 1996, coordenador da Comissão de Pós-Graduação de 1996 a 1998 e diretor da Faculdade de Ciências Médicas (FCM) de 1998 a 2002, e no segundo mandato de 2010 a 2014. foi também representante docente no Conselho Universitário da Unicamp (Consu) no período de 2002 a 2008 e de 2014 a 2016. Representante de São Paulo, eleito, junto ao Conselho Federal de Medicina CFM (1998-2004). No período de maio de 2009 a junho de 2010 foi diretor pro-tempore da Faculdade de Ciências Aplicadas da UNICAMP do campus de Limeira. Foi coordenador adjunto da FAPESP de 2005 a 2016, e coordenador do comitê de saúde do CNPq de 2003 a 2005. É atualmente membro do conselho editorial de duas revistas internacionais (Metabolism e American Journal of Physiology). Publicou cerca de 300 artigos em revistas internacionais, que no Google Scholar foram citados mais de 25.000 vezes. Laureado ?Comendador? com a ordem do mérito científico pela Presidência da República em 2008, é pesquisador 1A do CNPq desde 1996, e membro da Academia de Brasileira de Ciências desde 2007. (Fonte: Currículo Lattes)

Matéria(s) publicada(s) na Revista Pesquisa FAPESP sobre o(a) pesquisador(a):
Una trama que subyace en la diabetes 
A trama por trás do diabetes 
A trama por trás do diabetes 
Conexiones viscerales 
Conexões viscerais 
Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o(a) pesquisador(a)
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)
Auxílios à pesquisa
Bolsas no país
Bolsas no Exterior
Apoio FAPESP em números * Quantidades atualizadas em 08/06/2024
Colaboradores mais frequentes em auxílios e bolsas FAPESP
Contate o Pesquisador

Serviço temporariamente indisponível

Palavras-chave utilizadas pelo pesquisador
Ação insulínica Acervo Acetilcolina Adenosina Adipogenia Agronomia Angiotensina II Angiotensinas Animais Apolipoproteínas B Aquisição de materiais Asma Atenolol Aterosclerose Baço Balanço de energia Bibliotecas Biologia Molecular Biologia molecular Biologia Bioquímica Biota Biotério Bradicinina Captopril Cicatrização Ciências Biológicas Ciências da Saúde Cirurgia bariátrica Cirurgia Climatização Clínica Médica Clozapina Coativador 1-alfa do receptor gama ativado por proliferador de peroxissomo Diabetes mellitus tipo 2 Diabetes mellitus Diacereína Dieta de cafeteria Dieta hiperlipídica Doença crônica Doenças metabólicas Endocrinologia Endotélio Envelhecimento Estresse do retículo endoplasmático Estrongiloidíase Eventos científicos e de divulgação Exercício físico Exossomos Expressão de proteínas Fator de necrose tumoral alfa Fatores de necrose tumoral Fatores de transcrição STAT Fígado Financiamento em saúde Fisiologia Geral Fisiologia endócrina Fisiologia Fisiopatologia Fosforilação de proteínas Fosforilação Genética médica Gravidez Hepatectomia Hipercolesterolemia Hipertensão Hipotálamo Hormônio do crescimento IRS-1 Imunologia Incretinas Inflamação crônica Inflamação Informática Infraestrutura de pesquisa Infraestrutura Inibidores de tirosina-quinase Institutos de pesquisa Insulina Janus quinase 2 Laboratórios Leptina Livros Longevidade Macrófagos Medicina Metabolismo e Bioenergética Metabolismo energético Metabolismo Metagenômica MicroRNAs Microbioma gastrointestinal Microbiota Modelos animais Modernização Neoplasias Nutrição humana Obesidade Óxido nítrico sintase tipo II Óxido nítrico Pele Peso ao nascer Polimorfismo genético Pró-proteína convertase 9 Projetos de infraestrutura Proteínas quinases ativadas por AMP Proteínas tirosina quinases Proteínas RNA interferente pequeno Ratos Receptor 2 toll-like Receptor de insulina Receptores muscarínicos Receptores proteína tirosina quinases Recursos para a pesquisa Reserva técnica Resistência à insulina Resistina Restrição calórica Resveratrol Retículo endoplasmático S-nitrosação Saúde Secreção de insulina Sepse Sinalização Sistema imune Sistema nervoso central Sistema renina-angiotensina Strongyloides stercoralis Tecido adiposo Teste de tolerância a glucose Tirosina Tonsila do cerebelo Transtornos nutricionais beta-Bloqueadores
Videos relacionados aos auxílios à pesquisa e bolsas

SP Pesquisa - Microbiota Intestinal - 1º bloco


Publicado em 10 de março de 2015 - SP Pesquisa - Microbiota Intestinal - 1º bloco. O programa mostra pesquisadores que estudam a relação entre as bactérias que habitam os intestinos (a microbiota intestinal) e a saúde das pessoas. A literatura científica sobre pré-bióticos e probióticos aumentou sensivelmente nos últimos 10 anos. E quanto mais os estudos avançam, parece confirmar-se a tese de que a microbiota intestinal pode estar relacionada com muitas doenças humanas. O programa SP Pesquisa visitou dois laboratórios que se dedicam à microbiota: um da Unicamp, que quer entender a relação da microbiota com a obesidade e o diabetes; outro da Unifesp, que fez um levantamento entre a microbiota de crianças de classes sociais diferentes. Os estudos também procuram entender a relação entre a alimentação e a microbiota e ainda, se a injeção de novas bactérias pode combater doenças causadas por outras.

Por favor, reporte erros na informação da página do pesquisador utilizando este formulário.
X

Reporte um problema na página


Detalhes do problema: