Busca avançada
Ano de início
Entree

Fabio Augusto Barbieri

CV Lattes ORCID


Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Bauru. Faculdade de Ciências (FC)  (Instituição Sede da última proposta de pesquisa)
País de origem: Brasil

Professor adjunto da Universidade Estadual Paulista (UNESP) - Faculdade de Ciências - Departamento de Educação Física (Bauru - SP, Brasil) e professor do Programa de Pós-graduação em Ciências do Movimento na UNESP (Capes - 5). Bacharel (2004) e licenciado (2007) em Educação Física e mestre em Ciências da Motricidade (2007) pela UNESP. Doutor em Ciências da Motricidade pela UNESP (2012) e Ph.D. em Human Movement Science pela VU Amsterdam University (Holanda - 2013). Pós-Doutor em Educação Física pela UNESP (2015). Livre-Docente em Ciências do Movimento. Coordenador do Laboratório de Pesquisa em Movimento Humano (MOVI-LAB) e do projeto de Extensão ATIVA PARKINSON. É membro da International Parkinson and Movement Disorder Society, International Society for Posture and Gait Research, International Society of Biomechanics, Sociedade Brasileira de Comportamento Motor e Sociedade Brasileira de Biomecânica. Atualmente, é vice-chefe do Departamento de Educação Física, vice-presidente da Sociedade Brasileira de Comportamento Motor, membro do Translation Steering Committee da International Parkinson and Movement Disorder Society e editor chefe da Brazilian Journal of Motor Behavior. Realizou estágio no exterior na VU Amsterdam University - Amsterdam - Holanda, Purdue University - West Lafayette - Estados Unidos e Universidade de Porto - Porto - Portugal. O principal objetivo do seu grupo de pesquisa é compreender a neuromecânica dos movimentos humanos. Nosso grupo estuda como o movimento humano é planejado e controlado, especialmente no contexto do envelhecimento, distúrbios do movimento e desempenho esportivo. A abordagem da nossa pesquisa consiste em uma combinação de estudos experimentais, intervenções e ensaios clínicos com o objetivo de desvendar a interação entre os sistemas neurais, perceptivos e motores, além de considerar as restrições orgânicas, relacionadas à tarefa e ao ambiente. Essas abordagens são desenvolvidas para promover programas de prevenção, diagnóstico, intervenção e reabilitação para melhorar a qualidade de movimentos da vida diária na população com distúrbios do movimento e no envelhecimento, e para melhorar o desempenho durante a prática esportiva e a vida cotidiana. Para atingir esses objetivos, os estudos empregam metodologias neuromecânicas (por exemplo, ferramentas de captura de movimento, EEG e EMG) e perceptivas (por exemplo, rastreamento ocular) para entender o movimento humano e os distúrbios relacionados. https://movilabunesp.com e-mail: fabio.barbieri@unesp.br (Fonte: Currículo Lattes)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o(a) pesquisador(a)
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)
Auxílios à pesquisa
Bolsas no país
Bolsas no Exterior
Apoio FAPESP em números * Quantidades atualizadas em 04/02/2023
Colaboradores mais frequentes em auxílios e bolsas FAPESP
Contate o Pesquisador

Este canal da BV/FAPESP deve ser utilizado tão somente para mensagens, referentes aos projetos científicos financiados pela FAPESP.


 

 

 

 

Palavras-chave utilizadas pelo pesquisador
Por favor, reporte erros na informação da página do pesquisador escrevendo para: cdi@fapesp.br.
X

Reporte um problema na página


Detalhes do problema: