Busca avançada
Ano de início
Entree

Ernesto da Silveira Goulart Guimarães

CV Lattes ResearcherID ORCID


Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Biociências (IB)  (Instituição Sede da última proposta de pesquisa)
País de origem: Brasil

Professor do Departamento de Genética e Biologia Evolutiva do Instituto de Biociências da Universidade de São Paulo. Expert em terapias avançadas, com foco em células tronco e engenharia tecidual. Doutor em Genética pela Universidade de São Paulo. Possui mestrado em Ciências Biológicas: Genética e Biotecnologia pela Universidade Federal de Juiz de Fora. Graduado em Farmácia pela Universidade Federal de Juiz de Fora. Membro premiado da ISSCR. Atuou como pesquisador convidado no Department of Bioengineering da Temple University - Philadelphia, no núcleo de pesquisa TIME - Temple Institute for Regenerative Medicine and Engineering sob a orientação do Dr. Peter I. Lelkes. Realizou seu doutoramento sob orientação da Dra. Mayana Zatz. Atua na área Genética, Biologia Celular e Molecular e Fisiologia. Atualmente é pesquisador no Centro de Estudos do Genoma Humano e Células Tronco - USP e trabalha na área de bioengenharia tecidual/biomateriais, com foco em engenharia tecidual hepática (bioimpressão 3D e organóides hepáticos) e engenharia genética, com foco em xenotransplante. (Fonte: Currículo Lattes)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o(a) pesquisador(a)
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)
Apoio FAPESP em números * Quantidades atualizadas em 25/05/2024
Colaboradores mais frequentes em auxílios e bolsas FAPESP
Contate o Pesquisador

Serviço temporariamente indisponível

Palavras-chave utilizadas pelo pesquisador
Videos relacionados aos auxílios à pesquisa e bolsas

Pesquisadores criam mini-fígado funcional por impressão 3D


Publicado em 14 de novembro de 2019 - Agência FAPESP. Técnica desenvolvida pelo Centro de Pesquisa em Célula-Tronco e Genoma Humano – um CEPID da FAPESP – permite a produção de tecido hepático em apenas 90 dias e pode se tornar alternativa à doação de órgãos. Para produzir os mini-fígados, pesquisadores combinaram técnicas de bioengenharia, como reprogramação celular e produção de células-tronco pluripotentes com a bioimpressão 3D. O estudo realizado no Centro de Pesquisa em Célula-Tronco e Genoma Humano (CEGH-CEL) – um Centro de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPID) financiado pela FAPESP na Universidade de São Paulo (USP) – conseguiu, de modo inédito, que o tecido produzido mantivesse as funções hepáticas por um período maior de tempo.

Patente(s) depositada(s)

FORMULAÇÃO BIOTECNOLÓGICA, KIT PARA MATURAÇÃO DE CÉLULAS HEPÁTICAS DERIVADAS DE CÉLULAS PLURIPOTENTES E SEUS USOS BR1020200187244 - Universidade de São Paulo (USP). MAYANA ZATZ / ERNESTO DA SILVEIRA GOULART GUIMARÃES / LUIZ CARLOS DE CAIRES JÚNIOR / SILVANO MÁRIO ATTÍLIO RAIA / KAYQUE ALVES TELLES SILVA - 14 de setembro de 2020

Por favor, reporte erros na informação da página do pesquisador utilizando este formulário.
X

Reporte um problema na página


Detalhes do problema: