Busca avançada
Ano de início
Entree

Jaqueline Goes de Jesus

CV Lattes ORCID


Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Medicina (FM)  (Instituição Sede da última proposta de pesquisa)
País de origem: Brasil

Graduada em Biomedicina pela Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública (EBMSP), mestre em Biotecnologia em Saúde e Medicina Investigativa (PgBSMI) pelo Instituto de Pesquisas Gonçalo Moniz - Fundação Oswaldo Cruz (IGM-FIOCRUZ) e Doutora em Patologia Humana pela Universidade Federal da Bahia em ampla associação com o IGM-FIOCRUZ. Desenvolve pesquisas na área das arboviroses emergentes e do novo coronavírus (SARS-CoV-2). É professora adjunta do curso de Biomedicina e pesquisadora do Núcleo de Pesquisas e Inovação da EBMSP; coordena a Rede Colaborativa de Sequenciamento Genético no Brasil - Rede SEQV Br. Rede SEQV Br é um estudo colaborativo de vigilância genética do Sars-CoV-2 em capitais brasileiras desenvolvido pela parceria Universidade de São Paulo e o Grupo Mulheres do Brasil e atua como guia da Equipe Halo, projeto da Iniciativa Verificado da ONU de divulgação científica e combate à desinformação sobre a COVID-19 em redes sociais. Também é uma das Vaccines Luminaries dentro da Campanha G7- Global Vaccine Confidence, além de contribuir para a iniciativa Vaccines & US do Museu Smithsonian. Desenvolveu atividades de pesquisa no Laboratório de Biologia Molecular na Fundação Hemocentro de Ribeirão Preto (FUNDHERP) e no Laboratório de Biologia Celular e Molecular do Câncer da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto - Universidade de São Paulo (FMRP-USP) como aprimoramento profissional durante o mestrado. Integrou o ZIBRA Consortium e participou do ZIBRA project - Zika in Brazil Real Time Analisys (http://www.zibraproject.org/), projeto itinerante de mapeamento genômico do vírus Zika no Brasil. Realizou estágio de doutoramento sanduíche na Universidade de Birmingham, Reino Unido, desenvolvendo e aprimorando protocolos de sequenciamento de genomas completos pela tecnologia de nanoporos para o vírus Zika, além de protocolos para sequenciamento direto do RNA. Desenvolveu pesquisas como bolsista FAPESP, em nível de pós-doutorado, no Instituto de Medicina Tropical de São Paulo - Universidade de São Paulo (IMT-USP), no âmbito do CADDE - Brazil-UK Centre for Arbovirus Discovery, Diagnosis, Genomics and Epidemiology (http://caddecentre.org) e no Department of Infectious Disease Epidemiology no Imperial College London. Integrou a equipe que sequenciou os primeiros genomas do novo coronavírus (SARS-CoV-2) no Brasil, em iniciativa do CADDE em parceria com o Instituto Adolfo Lutz. Foi honrada como uma Barbie Role Model pela Mattel, na categoria Cientistas Heroínas, tendo uma boneca criada à sua semelhança, como símbolo de representatividade para crianças, sobretudo as negras. Recebeu diversas homenagens em reconhecimento à sua atuação científica e em defesa da saúde e do Sistema Único de Saúde no Brasil, entre elas a Comenda Maria Quitéria pela Câmara dos Vereadores de Salvador e a Comenda Zilda Arns pelo Conselho Nacional de Saúde. Foi nomeada uma das 20 mulheres de sucesso de 2022 no Brasil pela revista Forbes e mais recentemente foi contemplada pelo Prêmio Maria Império Hamburguer pela Câmara dos Deputados. (Fonte: Currículo Lattes)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o(a) pesquisador(a)
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)
Bolsas no país
Bolsas no Exterior
Apoio FAPESP em números * Quantidades atualizadas em 21/01/2023
Contate o Pesquisador

Este canal da BV/FAPESP deve ser utilizado tão somente para mensagens, referentes aos projetos científicos financiados pela FAPESP.


 

 

 

 

Palavras-chave utilizadas pelo pesquisador
Por favor, reporte erros na informação da página do pesquisador escrevendo para: cdi@fapesp.br.
X

Reporte um problema na página


Detalhes do problema: