Busca avançada
Ano de início
Entree

Pio Colepicolo Neto

CV Lattes ResearcherID


Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Química (IQ)  (Instituição-sede da última proposta de pesquisa)
País de origem: Brasil

Pio Colepicolo - Bacharel em Quimica pela UNESP-Araraquara (1982), - Doutor em Bioquímica pelo Departamento de Bioquimica do IQUSP (1986), - Pós Doutoramento em Bioquímica e Biologia Molecular pelo Department of Molecular and Cellular Biology, Harvard University, Biological Laboratories (1990), - especialização em Microscopia Eletronica pela Universite de Paris VI (Pierre et Marie Curie) (1988), - Livre Docente (1993) pelo Departamento de Bioquímica da Universidade de São Paulo - professor visitante (2000) no Department of Molecular and Cellular Biology, Harvard University Biological Laboratories. - professor visitante (2001 e 2003) no Department of Botany, Stockholm University, Sweden - professor visitante (2005 e 2006) na Ohio State University. Plant Cellular and Molecular Biology - professor visitante (2008, 2010 e 2011) na Virginia Commonwealth University - Atualmente é Professor Titular no Departamento de Bioquímica da Universidade de São Paulo (desde 13/06/2006). Editou 1 Atlas sobre as Algas Antarticas editado, 12 capítulos de livros publicados e mais de 220 artigos científicos em revistas indexadas (com mais de 5300 citações, índice h = 36; veja como colepicolo, p; colepicoloneto,p e neto, pc) nas áreas de bioquimica, biotecnologia de algas, estresse oxidativo e ecotoxicologia, e detentor de 6 patentes de interesse farmacológico e cosmético. É credenciado a orientar pelo programa de Bioquimica do IQUSP, Analises Toxicológicas da FCFUSP, no PPGI da Esalq-USP e Biotecnologia Marinha do IEAPM-UFF. Orientou 42 teses de doutoramento e dissertaçoes de mestrado e supervisionou 12 pos doutorandos. Participou de mais de 50 bancas de julgamento, como membro efetivo,.de teses de doutoramento e dissertações de mestrado Participante de mais de 35 bancas de contratação de docentes, de livre-docencia e concursos para cargo de Professor Titular em diversas IES. Organizou 14 eventos cientificos com mais de 140 participantes cada. Ministrou mais de 60 conferencias em congressos cientificos nacionais e internacionais, sendo algumas de abertura de evento Atualmente coordena Projetos Integrados no CNPq/Ministerio da Defesa-Marinha/MCTI/ProAntar (18 grupos) e, Temático Fapesp-Bioprospecta (25 grupos de pesquisa), no MCTI/CNPq/CT-Petro (8 grupos) e coordenou o Nucleo de Apoio a Pesquisa de Biodiversidade Marinha-USP (NAP-Biodiversidade Marinha) até 2016, Organizou eventos importantes nacionais como 2nd e 6th Rede Nacional de Biotecnologia de Macroalgas e internacionais como o 9th Tripartite Meeting (OSU-USP-Rutgers). Presidente da RedeAlgas: Rede Nacional de Biotecnologia de Macroalgas (de 2015 - 2019l) - Bolsista de Produtividade Em Pesquisa do CNPq - Nível 1B (Fonte: Currículo Lattes)

Matéria(s) publicada(s) na Revista Pesquisa FAPESP sobre o(a) pesquisador(a):
Parceria bem-sucedida 
Versatilidade marinha 
Versatilidad marina 
Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o(a) pesquisador(a)
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)
Auxílios à pesquisa
Bolsas no país
Bolsas no Exterior
Apoio FAPESP em números * Quantidades atualizadas em 14/05/2022
Colaboradores mais frequentes em auxílios e bolsas FAPESP
Contate o Pesquisador

Este canal da BV/FAPESP deve ser utilizado tão somente para mensagens, referentes aos projetos científicos financiados pela FAPESP.


 

 

 

 

Palavras-chave utilizadas pelo pesquisador
Acetogeninas Ácidos graxos Aclimatação Agar Algae Algas marinhas Algas vermelhas Algas Algologia Análise Toxicológica Análise de sequência com séries de oligonucleotídeos Ânions Antártica Anti-infecciosos Anticarcinógenos Antioxidantes Atividade enzimática Balanço de energia Benzo(a)pireno Biblioteca gênica Bioatividade Biocombustíveis Bioeconomia Bioenergia Bioensaio Biologia Molecular Biologia computacional Biologia molecular Biomarcadores Bioquímica de Microorganismos Bioquímica Biorremediação Biotecnologia Botânica Aplicada Botânica Carotenoides Chlamydomonas reinhardtii Ciências Biológicas Ciências Exatas e da Terra Ciências da Saúde Citocromo P-450 Compostos fenólicos Congressos Conservação dos recursos naturais Cosméticos Cromatografia líquida de alta pressão Cronobiologia Dictyota Dinoflagelados Dióxido de carbono Ecotoxicologia Engenharia bioquímica Engenharia genética Enzimas antioxidantes Enzimas Enzimologia Epiderme Equipamentos multiusuários Espécies de oxigênio reativas Espectrometria de massas por ionização e dessorção a laser assistida por matriz Esquistossomose Estresse oxidativo Estresse Estudo multidisciplinar Expressão de proteínas Expressão gênica Extração com fluido supercrítico Farmácia Farmacognosia Fármacos Filogenia Fitoquímica Fosforilação Fotoproteção Fotossíntese Glutationa Gonyaulax polyedra Gracilaria Impactos ambientais Infraestrutura de pesquisa Infraestrutura Intercâmbio de pesquisadores Laboratórios Laurencia Lipídeos Lipossomos Macroalgas Mecanismos de controle celular Melatonina Metabolismo e Bioenergética Metabolismo Metabólitos secundários Metaboloma Metabolômica Metais pesados Metais Microalgas Modelagem molecular Modernização Monitoramento biológico Mutação Nitrato redutase Nitrogênio Novas tecnologias Oceanografia Biológica Oceanografia Oxigênio singleto Paracetamol Peptídeo hidrolases Pigmentos Plantas Poluentes Poluição ambiental Poluição Produtos naturais Projetos de infraestrutura Prospecção Proteção contra radiação Proteínas Química bioinorgânica Química verde Química Raios ultravioleta Recursos para a pesquisa Relógios biológicos Remoção de nutrientes Rhodophyta Ritmo circadiano Ritmos biológicos Sistemática Solventes Superóxido dismutase Terpenos Tetraselmis gracilis Toxicologia Transcriptoma Transdução de sinais Transformação genética beta Caroteno
Videos relacionados aos auxílios à pesquisa e bolsas

Por que o Brasil precisa de uma estação de pesquisa na Antártida?


Publicado em 17 de fevereiro de 2020 - Pesquisa FAPESP. Pesquisadores falam sobre a importância da presença no continente e os projetos desenvolvidos na região.

Por favor, reporte erros na informação da página do pesquisador escrevendo para: cdi@fapesp.br.
X

Reporte um problema na página


Detalhes do problema: