Busca avançada
Ano de início
Entree

Vera Lucia Arantes

CV Lattes ORCID


Universidade de São Paulo (USP). Escola de Engenharia de São Carlos (EESC)  (Instituição-sede da última proposta de pesquisa)
País de origem: Brasil

Possui graduação em Engenharia de Materiais pela Universidade Federal de São Carlos (1991), mestrado em Engenharia de Materiais pela Universidade Federal de São Carlos (1994) e doutorado em Ciência e Engenharia dos Materiais pela Universidade Federal de São Carlos (1999). Atualmente é professora associada da Universidade de São Paulo, Escola de Engenharia de São Carlos, no Departamento de engenharia de Materiais. Tem experiência na área de Engenharia de Materiais e Metalúrgica, com ênfase em processamento de materiais cerâmicos, atuando principalmente nos seguintes temas: sinterização, prensagem a quente, sinterização assistida por campo elétrico, materiais com gradiente funcional, cerâmicas para ferramentas de corte, compósitos de matriz cerâmica, cermetos, ressoadores dielétricos, cerâmicas piezoelétricas, cerâmicas covalentes, moagem de alta energia. É lider do grupo de pesquisa em Materiais com Gradiente Funcional.

É coordenadora do curso de Engenharia de Materiais e Manufatura, vice-chefe do Departamento de Engenharia de Materiais da EESC/USP. além disso, é membro da Comissão de Graduação, da Egrégia Congregação, do Conselho Técnico administrativo e da Comissão de Cultura e Extensão da EESC/USP.

Em 2020, como membro da CG, participou ativamente da organização das atividades de capacitação dos corpos docente e discente, relacionadas às mudanças no processo de de ensino-aprendizagem durante o príodo de islomaneto social imposto pela pandemia. No mesmo ano, foi responsável pela elaboração do novo Projeto pedagógico do curso de Engenharia de Materiais e Manufatura da USP.
É supervisora do laboratório de Materiais Cerâmicos e do Laboratório de materiais com gradiente funcional.

Em função do isolamento social imposto pela pandemia no ano de 2020, no período também foram desenvolvidas e oferecidas avaliações a serem aplicadas a distância. Para tal, foram desenvolvidas, para as disciplinas oferecidas, um banco de questões com média de 20 questões para cada questão das avaliações aplicadas regularmente. As avaliações foram aplicadas e o processo se mostrou bastante interessante, dada a transparência do processo e eficiência de comunicação com o corpo discente. Esse processo deve se manter com a volta dos cursos presenciais. (Fonte: Currículo Lattes)

Auxílios à pesquisa
Bolsas no país
Apoio FAPESP em números * Quantidades atualizadas em 20/02/2021
Colaboradores mais frequentes em auxílios e bolsas FAPESP
Contate o Pesquisador

Este canal da BV/FAPESP deve ser utilizado tão somente para mensagens, referentes aos projetos científicos financiados pela FAPESP.


 

 

 

 

Palavras-chave utilizadas pelo pesquisador
Por favor, reporte erros na informação da página do pesquisador escrevendo para: cdi@fapesp.br.
X

Reporte um problema na página


Detalhes do problema: