Busca avançada
Ano de início
Entree

Silvio Silvério da Silva

CV Lattes ORCID


Universidade de São Paulo (USP). Escola de Engenharia de Lorena (EEL)  (Instituição Sede da última proposta de pesquisa)
País de origem: Brasil

Professor Titular da Universidade de São Paulo (USP), pesquisador 1A do CNPq, Fator H de 41 e 6.232 citações (Web of Science/Scopus). Na USP obteve o título de Livre-Docência e o Doutorado em Tecnologia Bioquímico-Farmacêutica com período na Gesellchaft Fuer Biotechnologishe Forshung GBF- Alemanha. Foi incluído no ranking dos 2% de Cientistas mais Influentes do Mundo na área de Biotecnologia, (2020 e 2021), publicado pela editora Elsevier por pesquisadores da University of Standford, EUA . É o Diretor atual da Escola de Engenharia de Lorena (EEL/USP). Foi Chefe do Departamento de Biotecnologia em duas gestões (2015 a 2019), Vice-Presidente da Comissão de Pesquisa da EEL-USP (2018 a 2020). Professor colaborador nos Programas de Doutorado em Universidades do México, Avaliador do SINAES/MEC de Instituições de Ensino Superior e de Cursos de Graduação e do Sistema ARCU SUL de países do Mercosul. Pesquisador associado do Instituto de Pesquisa em Bioenergia - IPBEN. Ganhador de 27 prêmios como: Título de Cidadão Honorário de Lorena (2017), Profissional Destaque Educacional (2015), Indústria Destaque-Educação (2015), Ciência de Impacto em Biotecnologia nos anos de 2014, 2015, 2016, 2017, 2018 e 2020, Prêmio Nacional de Pós-graduação, BRASKEN, ABEQ, Prêmio Dow Sustainability Innovation além de outras premiações. Exerce atividades de consultoria ad hoc para CNPq, CAPES, FAPESP, FAPEMIG, FAPITEC, FACEPE Fundação Araucária, BNDES, CEE, MEC, National Science Foundation, NSF, Estados Unidos, Consejo Nacional de Ciencia y Tecnología, CONACYT, México, Consejo Superior de Investigaciones Científicas, Espanha, Comission Nacional de Investigación Científica y Tecnológica, Chile e outras diversas instituições. É revisor de 41 periódicos internacionais. Publicou 246 artigos em periódicos em sua maioria internacionais, 790 trabalhos em eventos de grande parte internacionais, 51 capítulos de livros publicados, possui 2 patentes concedidas e 10 em depósito. Editou 5 livros internacionais, e foi chief guest editor do Journal of Biomedicine and Biotechnology e Sustainable Fermentation Technology Journal, Suiça. Orientou 190 trabalhos dentre 31 dissertações de Mestrado, 24 Teses de Doutorado, 10 supervisões de Pós-Doutorado, 112 trabalhos de Iniciação Cientifica. Coordenou 22 projetos de pesquisa financiados, 4 grandes projetos sendo um projeto Temático BIOEN da FAPESP envolvendo a USP, UFJF, UFMG e UNESP e 2 instituições internacionais e outros 3 projetos aprovados dentro da Cooperação Internacional envolvendo a EEL-USP e a Colorado State University (EUA) financiado pelo CNPq/NSF (EUA), o Institute of Technology Durgapur, (Índia), MCTI/DBT, Índia e a University of Ontario Institute of Technology (Canadá), financiado pela FAPESP/UOIT-Canadá. É Pesquisador Principal em projeto Temático FAPESP, coordena 1 projeto internacional em colaboração com Universidades do México. Atua na área de Biotecnologia com ênfase em Engenharia Bioquímica, Microbiologia Industrial e de Fermentação. É o Coordenador dos Laboratórios de Bioprocessos e Produtos Sustentáveis da EEL-USP. Membro do CA- CNPq AGRO. Participa de Conselhos Institucionais desde 1995, membro na Comissão Eleitoral para coordenar o processo eleitoral para a escolha de Reitor(a) e Vice-Reitor(a) da USP 2021, na Comissão de Atividades Acadêmicas (CAA), atualmente Titular na Comissão de Orçamento e Patrimônio - COP (Reitoria da USP), no Conselho Curador da FUSP, Conselho Universitário da USP, Presidente da Comissão de Relações Internacionais (EEL-USP), Presidente do Conselho Gestor da EEL/USP, e no Comitê de escolha de Diretor(a) para o Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA), designado pelo Ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações. Possui parceria de colaboração científica com instituições nacionais e internacionais destacando-se países como: Itália, Espanha, Chile, Alemanha, México, Estados Unidos, Canadá, China e Índia. (Fonte: Currículo Lattes)

Matéria(s) publicada(s) na Revista Pesquisa FAPESP sobre o(a) pesquisador(a):
Biolarvicida obtido do bagaço da cana mata larvas de <em>Aedes aegypti</em> 
Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o(a) pesquisador(a)
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)
Auxílios à pesquisa
Bolsas no país
Bolsas no Exterior
Apoio FAPESP em números * Quantidades atualizadas em 28/01/2023
Colaboradores mais frequentes em auxílios e bolsas FAPESP
Contate o Pesquisador

Este canal da BV/FAPESP deve ser utilizado tão somente para mensagens, referentes aos projetos científicos financiados pela FAPESP.


 

 

 

 

Palavras-chave utilizadas pelo pesquisador
Aderência Aeração Agronomia Alimentação animal Análise econômica Anti-infecciosos Aproveitamento de subprodutos Atividade enzimática Avaliação do ciclo de vida Bactericidas Bagaço de cana-de-açúcar Bagaços Biocombustíveis Biodiesel Bioenergia Bioetanol Biofármacos Biofísica Molecular Biofísica Biomassa lignocelulósica Biomassa Bioprocessos Bioprodutos Bioquímica de Microorganismos Bioquímica Biorrefinarias Biossurfactantes Biotecnologia Campo eletromagnético Cana-de-açúcar Canadá Candida guillermondii Cavitação Células imobilizadas Celulase Celulose Ciência e Tecnologia de Alimentos Ciências Agrárias Ciências Biológicas Ciências Exatas e da Terra Compostos fenólicos Concentração de íons de hidrogênio Conversão de biomassa Cromatografia líquida de alta eficiência Custos e análise de custo Dermatite atópica Desenvolvimento sustentável Destoxificação Digestibilidade Doenças negligenciadas Energia renovável Engenharia Química Engenharia bioquímica Engenharias Enzimas Espectrofotometria ultravioleta Espectrofotometria Etanol Extração Extratos vegetais Fermentação Fibra óptica Glicose Hidrodinâmica Hidrolisado hemicelulósico Hidrólise ácida Hidrólise enzimática Hidrólise Imobilização de enzimas Imobilização Informática Infraestrutura Interdisciplinar Leito fluidificado Leveduras Materiais lignocelulósicos Materiais nanoestruturados Medicamentos fitoterápicos Métodos de análise Microbiologia Aplicada Microbiologia aplicada Microbiologia industrial Microbiologia Moléculas bioativas Myrtaceae Nanopartículas magnéticas Nanotecnologia Pichia stipitis Plantas Polissacarídeos Pré-tratamento Processos Industriais de Engenharia Química Processos bioquímicos Projetos de infraestrutura Química Reatores biológicos Reatores de leito fluidificado Recursos humanos Recursos para a pesquisa Redes acadêmicas Redes locais Resíduos agroindustriais Sacarificação Selênio Sobrevivência celular Sorgo Sulfitos Sustentabilidade Testes de sensibilidade microbiana Tratamento químico de água Treinamento profissional Xilitol Xilose
Videos relacionados aos auxílios à pesquisa e bolsas

Biolarvicida obtido do bagaço da cana mata larvas de Aedes aegypti em 24 horas


Publicado em 10 de junho de 2016 - Agência FAPESP - Pesquisadores da Escola de Engenharia de Lorena da Universidade de São Paulo (EEL-USP) desenvolveram um biolarvicida a partir do bagaço da cana-de-açúcar capaz de eliminar as larvas do mosquito Aedes aegypti – transmissor dos vírus da dengue, Zika e chikungunya – ao dificultar a respiração e destruir a cutícula (exoesqueleto) que as revestem. O processo de produção do biolarvicida, que foi patenteado, resulta do projeto "Biossurfactantes como moléculas versáteis" (15/06238-4), cujo pesquisador responsável é o Prof. Silvio Silvério da Silva, com apoio da FAPESP, e do trabalho de doutorado de Paulo Franco, realizado na EEL-USP.

Por favor, reporte erros na informação da página do pesquisador escrevendo para: cdi@fapesp.br.
X

Reporte um problema na página


Detalhes do problema: