Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

Ocurrence of male morphotypes of Macrobrachium amazonicum (Caridea, Palaemonidae) in a population with an entirely freshwater life cycle

Título (Português): Ocorrência de morfotipos em machos de Macrobrachium amazonicum (Caridea, Palaemonidae) em uma população com ciclo de vida completamente dulcícola
Texto completo
Autor(es):
JAF Pantaleão ; GL Hirose ; RC Costa
Número total de Autores: 3
Tipo de documento: Artigo Científico
Fonte: Brazilian Journal of Biology; v. 74, n. 3, p. S223-S232, Ago. 2014.
Resumo

This study records, for the first time, the occurrence of all four male morphotypes in a population of Macrobrachium amazonicumfrom a continental environment, with an entirely freshwater life cycle. The specimens studied came from the Tietê River, state of São Paulo, Brazil, and were collected in a lotic environment downstream from Ibitinga Dam. This population was compared with other continental populations, including a population from the dam itself, collected in a previous study. Four samples of 30 minutes were taken monthly, using a trap, from January to April 2011. Each male specimen was measured with respect to seven body dimensions as follows: carapace length (CL), right cheliped length (RCL), dactyl length (DCL), propodus length (PPL), carpus length (CRL), merus length (ML) and ischium length (IL). The relative growth was analyzed based on the change in growth patterns of certain body parts in relation to the independent variable CL. The four male morphotypes proposed for the species were found using morphological and morphometric analyses. Different biological characteristics were found between the populations studied. The male population of the lake of Ibitinga and from Pantanal presented mean sizes and number of morphotypes lower than the population studied here. These differences seem to be closely related to ecological characteristics of the environments inhabited by these populations. Our results supported the hypothesis that coastal and continental populations of M. amazonicum belong to the same species. (AU)

Resumo

Este estudo registra, pela primeira vez, a ocorrência dos quatro morfotipos de Macrobrachium amazonicum em uma população continental com ciclo de vida totalmente dulcícola. Os camarões são provenientes do Rio Tietê, estado de São Paulo, Brasil, e foram coletados em um ambiente lótico abaixo da Barragem de Ibitinga. Essa população foi comparada com outras populações provenientes de ambientes continentais, incluindo a de um estudo anterior na represa da barragem de Ibitinga. Quatro amostras de 30 minutos foram realizadas mensalmente, utilizando armadilhas, de janeiro a abril de 2011. Cada indivíduo macho foi mensurado em relação a sete dimensões corporais, sendo elas: comprimento da carapaça (CL), comprimento total do quelípodo direito (RCL), comprimento do dáctilo (DCL), comprimento do própodo (PPL), comprimento do carpo (CRL), comprimento do mero (ML) e comprimento do ísquio (IL). O crescimento relativo foi analisado de acordo com as mudanças nas taxas de crescimento de determinadas partes do corpo em relação à variável independente CL. Os quatro morfotipos descritos para a espécie foram encontrados, utilizando análises morfológicas e morfométricas. Diferentes características biológicas foram encontradas entre a população estudada e as demais, incluindo a proveniente do reservatório. A população de machos da represa de Ibitinga e do Pantanal apresentaram tamanhos médios e número de morfotipos inferiores aos da população estudada aqui. Essas diferenças parecem estar intimamente relacionadas às características ecológicas dos ambientes onde estas populações estão inseridas. A hipótese de que populações costeiras e continentais de M. amazonicumpertençam à mesma espécie é suportada por nossos resultados. (AU)