Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

Influência de estabilizantes na degradação foto-oxidativa de filmes de compósitos de SWy-1/poli(óxido de etileno)

Texto completo
Autor(es):
Patrícia Coelho Lombardo ; Alessandra Lima Poli ; Carla Cristina Schmitt
Número total de Autores: 3
Tipo de documento: Artigo Científico
Fonte: POLIMEROS-CIENCIA E TECNOLOGIA; v. 25, n. 1, p. 101-108, Fev. 2015.
Resumo

Compósitos de poli(óxido de etileno) (PEO) com argila montmorilonita SWy-1 e estabilizantes (2-hidroxibenzofenona e tinuvin 770) foram preparados pelo método de intercalação em solução. Os filmes obtidos foram expostos a irradiação UV, e os produtos da fotodegradação foram monitorados por FTIR (Fourier Transform Infrared Spectroscopy, ou Espectroscopia no infravermelho por transformada de Fourier) e SEC (Size Exclusion Chromatography, ou cromatografia de exclusão por tamanho). O PEO puro apresentou maior coeficiente de degradação, kd, comparado com as demais amostras. O sistema que apresentou o menor valor para o coeficiente de degradação (kd = 1,9×10–6 mol g–1 h-1) foi o compósito de PEO/5%SWy-1 com 0,25% de tinuvin 770. Nesse caso, a estabilização da matriz de PEO pode ser atribuída à argila juntamente com o tinuvin 770. A argila dispersa e absorve a irradiação UV, e o tinuvin age como estabilizante do tipo HALS (do inglês hindered amine light stabilizer, ou estabilizantes à luz tipo aminas impedidas). (AU)

Processo FAPESP: 09/15998-1 - Interações de luz UV/visível com compósitos de polímero-argila: fotopolimerização e fotodegradação
Beneficiário:Carla Cristina Schmitt Cavalheiro
Linha de fomento: Auxílio à Pesquisa - Regular