Busca avançada
Ano de início
Entree


Influência da depleção de macrófagos na remodelação da sínfise púbica de camundongos C57BL6 durante o final da prenhez e o pós-parto

Texto completo
Autor(es):
Bianca Gazieri Castelucci
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Dissertação de Mestrado
Instituição: Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Instituto de Biologia
Data de defesa:
Membros da banca:
Aureo Tatsumi Yamada; Valdemar Antonio Paffaro Junior
Orientador: Paulo Pinto Joazeiro
Resumo

A sínfise púbica (SP) faz parte do conjunto de elementos do sistema musculoesquelético que oferece suporte aos órgãos pélvicos. Em alguns animais, como camundongos e cobaias, esta junção fibrocartilaginosa passa por drásticas modificações hormonalmente reguladas durante a prenhez, resultando no afastamento dos ossos púbicos e na formação de um ligamento elástico (LiP) que facilita a passagem dos fetos durante o parto. Assim como o LiP, a cérvice uterina (CV) também sofre extensa remodelação durante a prenhez e ambos apresentam similaridades no que diz respeito à composição tecidual, proliferação celular e regulação por relaxina e hormônios esteroides. Embora alguns achados relacionem o relaxamento da SP da e CV à ativação de uma resposta pró-inflamatória sem a participação de granulócitos, a participação de outros leucócitos no remodelamento da SP durante o parto e pós-parto ainda não foi devidamente investigada em camundongos. Com a finalidade de caracterizar aspectos que envolvem a participação de leucócitos neste remodelamento realizamos o presente estudo visando à caracterização morfológica e análise da expressão gênica destas células durante o relaxamento (dias 12, 18 e 19ddg) e a remodelamento da SP no pós-parto (dias 1 e 3dpp) associadas à depleção de monócitos/macrófago. A análise morfológica demonstrou a presença de monócitos/macrófagos, positivos para os marcadores dos antígenos 7/4 e F4/80 respectivamente, dispersos na matriz e no interior de lacunas do LiP entre 18ddg e 3dpp nos grupos controle e tratados. No grupo controle, as análises de PCR em tempo real demonstraram o aumento da expressão de receptor (Ccr2) característico de monócitos inflamatórios nos tecidos interpúbicos, no final da prenhez e pós-parto. Durante a separação dos ossos púbicos, as evidencias indicaram tendência à polarização dos macrófagos favorável ao fenótipo anti-inflamatório M2 (Arg1). No relaxamento houve aumento dos fenótipos pro-inflamatório M1 (Il1a, Tnfa) e anti-inflamatório M2 (Il10); enquanto no pós-parto (1dpp) houve aumento na expressão de genes caraterísticos do fenótipo M1 e queda da expressão relativa de Arg1, simultaneamente ao remodelamento da matriz necessário a reorganização da articulação interpúbica. Posteriormente, no 3dpp, apesar da manutenção dos níveis de expressão de Il1a e Tnfa houve aumento da expressão de Il10, Arg1 e Tgfb, genes relacionados ao fenótipo M2, o que potencialmente pode ser associado à ativação de mecanismos de reparo tecidual necessários à reaproximação dos ossos púbicos. A depleção de monócitos/macrófagos nas etapas de separação e relaxamento dos tecidos interpúbicos, assim como no 3dpp favoreceu a polarização de macrófagos de fenótipo M1 (Il1a, Tnfa), resultando em alterações na compactação da matriz extracelular. Este estudo demonstra que os fagócitos mononucleares são células importantes no processo fisiológico do remodelamento da SP do camundongo durante a prenhez, parto e pós-parto. Estas células atuam por meio de mecanismos finamente regulados capazes de garantir o sucesso da reparação tecidual de estruturas suportes da cavidade pélvica do camundongo (AU)

Processo FAPESP: 12/25038-8 - Influencia da Depleção de Macrófagos na Remodelação da Sínfise Púbica de camundongos C57BL6, Durante o final da Prenhês e o Pós-parto.
Beneficiário:Bianca Gazieri Castelucci
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado