Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

Landscape effects on the occurrence of ichthyofauna in first-order streams of southeastern Brazil

Título (Português): Efeito da paisagem na ocorrência da ictiofauna em rios de primeira ordem da região sudeste do Brasil
Texto completo
Tipo de documento: Artigo Científico
Fonte: Acta Limnol. Bras.; v. 28, p. -, 2016.
Resumo

Abstract Objective In this study we aimed to understand how extrinsic environmental factors measured in the watercourses and the surrounding landscape influence the ichthyofauna of first-order streams. Methods Data were collected within the Corumbataí River Basin, São Paulo, southeastern Brazil, during the dry season of 2012. We sampled the ichthyofauna in 13 stretches of streams distributed across four river sub-basins. The stretches differed in relation to the presence/absence of riparian forest, the predominant type of matrix and the percentage of forest. Response variables were species richness and the occurrence of functional groups and explanatory variables include both local and landscape structures from the surrounding environment. Local variables comprised the following water quality and structural attributes: pH, temperature, conductivity, turbidity, flow rate, depth, width, type of substrate. Landscape variables included presence/absence of riparian vegetation, type of vegetation, type of matrix, percentage of forest and canopy cover. Results A total of 268 individuals were recorded, which were distributed among 12 species. The landscape structure influenced the occurrence of functional groups in first-order streams, especially allochthonous-feeders, nektonic and hypoxia-intolerant species. The presence of riparian forest was the most important predictor. Species richness was negatively related to the presence of riparian vegetation, supporting the hypothesis that degraded landscapes lead to a reduction in diversity. Conclusion The protection of riparian vegetation is critical to the maintenance of ichthyofauna diversity in first-order streams. The presence or absence of riparian vegetation differently affected the occurrence of species depending on their functional characteristics, particularly those related to the tolerance to hypoxia, source of alimentary items and the position in the water column. (AU)

Resumo (Português)

Resumo Objetivo Neste estudo buscamos compreender como os fatores ambientais extrínsecos medidos no curso d’água e a paisagem circundante influenciam a ictiofauna em rios de primeira ordem. Métodos Os dados foram coletados na Bacia do Rio Corumbataí, São Paulo, região sudeste do Brasil, durante a estação seca de 2012. A ictiofauna foi amostrada em 13 trechos de riachos distribuídos em quatro sub-bacias. Os trechos diferiam em relação à presença/ausência de mata ciliar, tipo predominante de matriz e porcentagem de cobertura vegetal. A riqueza de espécies e a ocorrência dos grupos funcionais foram as variáveis resposta, enquanto as variáveis explanatórias incluíram tanto estruturas locais como da paisagem do entorno. As variáveis locais foram compostas por pH, temperatura, condutividade, turbidez, vazão, profundidade, largura, tipo de substrato. As variáveis da paisagem incluíram presença/ausência de vegetação ripária, tipo de vegetação, tipo de matriz e cobertura de dossel. Resultados Coletamos 268 indivíduos distribuídos em 12 espécies. A estrutura da paisagem influenciou a ocorrência da ictiofauna em rios de primeira ordem, em especial das espécies de alimentação alóctone, nectônicas e intolerantes a hipóxia. A presença de mata ciliar foi o preditor mais importante. A riqueza de espécies foi negativamente relacionada à presença de vegetação ripária, corroborando a hipótese de que paisagens mais degradadas levam a uma redução na diversidade. Conclusão A preservação da vegetação ripária é fundamental para a manutenção da diversidade da ictiofauna. A presença ou ausência da vegetação ripária pode afetar diferentemente a ocorrência de diferentes espécies, dependendo de suas características funcionais, sobretudo relacionadas à tolerância à hipóxia, entrada de alimento no riacho ou posição na coluna d’água. (AU)

Processo FAPESP: 13/50421-2 - Novos métodos de amostragem e ferramentas estatísticas para pesquisa em biodiversidade: integrando ecologia de movimento com ecologia de população e comunidade
Beneficiário:Milton Cezar Ribeiro
Linha de fomento: Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo FAPESP: 14/01029-5 - Efeitos ecológicos e genéticos da variação do tamanho das sementes em paisagem defaunada
Beneficiário:Carolina da Silva Carvalho
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado