Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

Efficient degradation of solid yeast biomass from ethanol industry by Fenton and UV-Fenton processes applying multivariate analysis

Título (Português): Degradação de resíduo sólido de biomassa de levedura da indústria de etanol empregando processos Fenton e UV-Fenton assistidos por análise multivariada
Texto completo
Autor(es):
Geórgia Labuto ; Lilia Ribeiro da Silva ; Heron Dominguez Torres da Silva ; Elma Neide Vasconcelos Martins Carrilho ; Norberto Sanches Goncalves ; Christiane de Arruda Rodrigues
Número total de Autores: 6
Tipo de documento: Artigo Científico
Fonte: Rev. Ambient. Água; v. 12, n. 6, p. -, Dez. 2017.
Resumo

Abstract Organic agro-industrial residues have been successfully used as biosorbents and promoting new uses from agricultural wastes benefits the economy. However, the allocation of a solid waste biosorbent after the sorption of contaminants has limited their effective application on a large scale as an alternative treatment of water and wastewaters. One solution could be degradation to convert the biosorbent material and adsorbed organic contaminants into environmental friendly compounds suitable for discharge. This study used an experimental design to evaluate the Fenton degradation of yeast biomass (YB) from the alcohol industry as a potential biosorbent. The efficiency of degradation was monitored according to the degraded mass (DM) and total organic carbon (TOC) remaining in the solution. The ANOVA showed an error of 9.7% for the effects and the media of interaction for the employed model for DM. Conducting the experiments with the best-predicted conditions (60 min, 25 g of YB, pH 3, 8,000 mg L-1 H2O2 and 40 mg L-1 Fe2+) with 30 W UV irradiation resulted in a YB reduction of 72 ( 2% with a TOC of 30 ( 2%. This suggests that an advanced oxidative process is an alternative for degradation of a biosorbent after sorption. (AU)

Resumo

Resumo Resíduos agro-industriais orgânicos têm sido utilizados com sucesso como biossorventes e podem impulsionar a economia promovendo novos usos para os mesmos. Contudo, o destino do resíduo sólido gerado pelo biossorvente após a sorção de contaminantes tem sido uma limitação à aplicação em larga escala de tais materiais como alternativa ao tratamento de águas e águas residuais. Processos oxidativos avançados podem ser uma alternativa para converter o material biossorvente, juntamente com contaminantes orgânicos adsorvidos, em compostos amigáveis ao meio ambiente adequados para descarte. No presente trabalho, planejamento experimental foi utilizado para avaliar a degradação da biomassa de levedura (YB) da indústria de álcool, uma biomassa empregada como biossorvente. Através de processos Fenton e UV-Fenton, a eficiência da degradação foi monitorada de acordo com a massa degradada (DM) e o carbono orgânico total (TOC) remanescente na solução. ANOVA mostrou que os processos de degradação são adequados, com erro de 9,7% para os efeitos e os meios de interação para o modelo empregado para DM. A condução de degradação empregando as melhores condições previstas pelo modelo teórico (60 min, 25 g de YB, pH 3, 8.000 mg L-1 de H2O2 e 40 mg L-1 de Fe2+) com irradiação UV de 30 W resultou numa redução em massa de YB de 72 ± 2% com um TOC de 30 ± 2%. Isto sugere que um processo oxidativo avançado é uma alternativa para a degradação de um biossorvente sólido após sorção. (AU)

Processo FAPESP: 07/53860-6 - Estudo de sorção de metais e compostos orgânicos por levedura para a biorremediação de resíduos industriais
Beneficiário:Geórgia Christina Labuto Araújo
Linha de fomento: Auxílio à Pesquisa - Apoio a Jovens Pesquisadores
Processo FAPESP: 16/06271-4 - Desenvolvimento de materiais adsorventes a partir de resíduo de biomassa de levedura proveniente de processos fermentativos industriais para remoção de contaminantes emergentes de águas e efluentes
Beneficiário:Geórgia Christina Labuto Araújo
Linha de fomento: Auxílio à Pesquisa - Regular