Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

Two new virtual reality tasks for the assessment of spatial orientation Preliminary results of tolerability, sense of presence and usability

Título (Português): Duas Novas Tarefas de Realidade Virtual para Avaliação da Orientação Espacial: Resultados Preliminares de Tolerabilidade, Sensação de Presença e Usabilidade
Texto completo
Autor(es):
Raquel Quimas Molina da Costa ; José Eduardo Pompeu ; Daniel Donadio de Mello ; Emerson Moretto ; Fernanda Zillig Rodrigues ; Michelle Didone dos Santos ; Ricardo Nitrini ; Francesca Morganti ; Sonia Maria Dozzi Brucki
Número total de Autores: 9
Tipo de documento: Artigo Científico
Fonte: Dement. Neuropsychol.; v. 12, n. 2, p. -, Jun. 2018.
Resumo

Abstract Spatial orientation is a cognitive domain frequently impaired in Alzheimer's Disease and can be one of its earliest symptoms. Objective: This paper describes the results of tolerability, sense of presence and usability of two immersive virtual reality tasks for the assessment of spatial orientation, using VR headset in adults. Methods: 31 healthy adults recruited from university and the local community performed two experimental immersive virtual reality tasks of spatial orientation: the SOIVET-Maze for the assessment of allocentric to egocentric spatial abilities and the SOIVET-Route for the assessment of spatial memory and landmark recognition. Participants completed questionnaires about sense of presence, cybersickness symptoms, technology use profile and motion sickness history. Usability measures were assessed by spontaneous feedback from participants. Results: All participants were able to understand the task instructions and how to interact with the system. Both tasks seemed to induce a strong sense of presence, as assessed by the Witmer and Singer Presence Questionnaires (M=128 and 143 for SOIVET-Maze and SOIVET-Route, respectively). The SOIVET-Route had a small numeric advantage over the SOIVET-Maze tolerability scores assessed by the Cybersickness Questionnaire (M=4.19, SD=5.576 and M=3.52, SD=6.418 for SOIVET-Maze and SOIVET-Route respectively). Also, there were no drop-outs on the SOIVET-Route due to tolerability issues, unlike the SOIVET-Maze, which had two drop-outs. However, this difference was not statistically significant (Z= -.901, p= 0.368, Wilcoxon signed-rank test). (AU)

Resumo

Resumo A orientação espacial é um domínio cognitivo freqüentemente comprometido na doença de Alzheimer e pode ser um dos primeiros sintomas manifestados. Objetivo: Este artigo descreve os resultados de tolerabilidade, sensação de presença e usabilidade de duas tarefas imersivas de realidade virtual para avaliação da orientação espacial, utilizando óculos de RV em adultos. Métodos: 31 adultos saudáveis, ​​recrutados entre estudantes universitários e da comunidade local, realizaram duas tarefas de realidade virtual imersiva para avaliação da orientação espacial: A tarefa SOIVET-Maze para avaliação da capacidade de transposição da orientação alocêntrica para egocêntrica e a tarefa SOIVET-Route para avaliação da memória espacial e reconhecimento de pontos de referência. Os participantes também responderam questionários sobre Sensação de Presença, Sintomas de cybersickness, Perfil de Uso de Tecnologia e Histórico de cinetose. Feedback espontâneo dos participantes foi utilizado como medida de usabilidade. Resultados: Todos os participantes conseguiram compreender as instruções da tarefa e como interagir com o sistema. Ambas tarefas parecem induzir forte sensação de presença, avaliada pelo Questionário de Presença de Witmer e Singer (M=128 e 143 para SOIVET-Maze e SOIVET-Route, respectivamente). A tarefa SOIVET-Route teve uma pequena vantagem numérica em relação à tarefa SOIVET-Maze na pontuação de tolerabilidade avaliada pelo Questionário de Cybersickness (M=4,19, SD=5,576 e M=3,52, SD=6,418 para SOIVET-Maze e SOIVET-Route respectivamente). Além disso, não houve desistências na SOIVET-Route devido a problemas de tolerabilidade, ao contrário da SOIVET-Maze, que teve dois drop-outs. No entanto, essa diferença não foi estatisticamente significativa (Z= -901, p=0,368, teste de postos sinalizados de Wilcoxon) (AU)

Processo FAPESP: 16/04984-3 - Avaliação da orientação topográfica em um ambiente de realidade virtual em pacientes com comprometimento cognitivo leve
Beneficiário:Sonia Maria Dozzi Brucki
Linha de fomento: Auxílio à Pesquisa - Programa eScience e Data Science - Regular