Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

Pollen morphology of species of Hortia (Rutaceae)

Título (Português): Morfologia polínica em espécies de Hortia (Rutaceae)
Texto completo
Autor(es):
Milton Groppo ; Maria Amélia Vitorino da Cruz-Barros ; Angela Maria da Silva Correa
Número total de Autores: 3
Tipo de documento: Artigo Científico
Fonte: Rev. bras. Bot.; v. 33, n. 1, p. -, Mar. 2010.
Resumo

A palinological study covering all 10 species of the Neotropical genus Hortia Vand. (Rutaceae) was conducted. Pollen grains were collected from herbarium exsiccates, acetolysed and mounted in glycerine jelly on glass slides. The grains were studied under light and scanning electron microscopy, including measurements of polar and equatorial diameters, shape of the grains, number and shape of apertures, and thickness of the exine. The results demonstrated that the genus is stenopalynous, with pollen grains in monads, subprolate to prolate, 3-colporate, with very thick exine and a psilate-perforate pattern of ornamentation. Pollen grains of all species revealed a great similarity, with few variations in the pattern of ornamentation of exine, number and form of apertures and measurements. Although well-characterized palinologycally, pollen features did not furnish relevant information on the position of Hortia into an intrafamilial phylogeny. (AU)

Resumo

Um estudo palinológico de todas as 10 espécies do gênero neotropical Hortia Vand. (Rutaceae) foi realizado. Os grãos de pólen foram coletados de exsicatas de herbário, acetolisados e montados em lâminas com gelatina glicerinada. As observações incluíram medições dos diâmetros polar e equatorial, bem como do formato dos grãos de pólen, número e forma das aberturas e espessura da exina. Foram feitas fotomicrografias em microscopia óptica e em microscopia eletrônica de varredura. As análises mostraram que o gênero é estenopolínico, com grãos de pólen em mônades, subprolatos a prolatos, 3-colporados, com exina muito espessa e padrão de ornamentação psilado-perforado. Os grãos de pólen de todas as espécies mostraram grande similaridade, com poucas variações no padrão de ornamentação da exina, número e forma das aberturas e medidas. Apesar do gênero ser bem caracterizado palinologicamente, a morfologia do pólen não forneceu informações relevantes para posicionar Hortia em uma filogenia intrafamiliar. (AU)

Processo FAPESP: 06/03170-0 - Estudos filogenéticos e sistemáticos em Rutaceae: filogenia e delimitação de Galipeinae (Galipeae) baseados em seqüências do DNA do núcleo e cloroplasto
Beneficiário:Milton Groppo Júnior
Linha de fomento: Auxílio à Pesquisa - Apoio a Jovens Pesquisadores