Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

Avaliação do dimorfismo sexual e da relação entre as características craniofaciais, dos arcos dentários e do músculo masseter na fase de dentição mista

Texto completo
Autor(es):
Maria Carolina Salomé Marquezin ; Annicele da Silva Andrade ; Moara de Rossi ; Gustavo Hauber Gameiro ; Maria Beatriz Duarte Gavião ; Paula Midori Castelo
Número total de Autores: 6
Tipo de documento: Artigo Científico
Fonte: Revista CEFAC; v. 16, n. 4, p. -, Ago. 2014.
Resumo

Objetivo avaliar o dimorfismo sexual e a relação entre as características morfológicas craniofaciais, dos arcos dentários e do músculo masseter na fase de dentição mista. Métodos 32 crianças, com idade entre 6-10 anos (14♀/18♂) com oclusão normal, compuseram a amostra. Características morfológicas craniofaciais, dos arcos dentários e espessura do masseter foram avaliadas por meio de radiografia cefalométrica posteroanterior, modelos em gesso e ultrassonografia, respectivamente. Os resultados foram analisados utilizando testes Shapiro-Wilk, Mann-Whitney/teste “t” e regressão linear múltipla para avaliar a relação entre a largura da face e idade, gênero, índice de massa corporal, espessura do masseter, distâncias intermolares e intercaninos (entre cúspides e pontos cervicais) e larguras nasal, maxilar, mandibular e intermolar. Resultados a espessura do masseter não diferiu significativamente entre os lados esquerdo e direito. A comparação entre os gêneros mostrou diferença significativa apenas na largura da face (maior em meninos). O modelo de regressão mostrou que a largura da face relacionou-se positivamente com o índice de massa corporal, espessura do masseter, distâncias intermolares (cúspides) e intercaninos (cervicais) inferiores e largura intermolar maxilar; e negativamente com a distância intermolares superiores (cúspides) e inferiores (cervicais) e intercaninos inferiores (cervicais). Ou seja, quando as demais variáveis foram adicionadas ao modelo, a variável explanatória gênero não alcançou valor significativo. Conclusão na amostra avaliada, a espessura do masseter e dimensões dos arcos dentários não diferiram entre gêneros; além disso, a largura da face mostrou relação significativa com o índice de massa corporal, espessura do masseter e dimensões dos arcos dentários, mas o gênero não contribuiu significativamente para sua variação. (AU)

Processo FAPESP: 06/06338-0 - Avaliação da qualidade de vida, níveis salivares de cortisol e alfa-amilase e atividade eletromiográfica dos músculos mastigatórios e sua associação com hábitos parafuncionais e nutritivos em crianças
Beneficiário:Paula Midori Castelo Ferrua
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Processo FAPESP: 07/06751-7 - Avaliação esquelética, muscular e dentária de crianças com oclusão normal e mordida cruzada posterior
Beneficiário:Maria Carolina Salomé Marquezin
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Iniciação Científica