Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

Leaf area index of ground covers in a subtropical watershed

Título (Português): Índice de área foliar de coberturas do solo em uma microbacia hidrográfica subtropical
Texto completo
Autor(es):
Alexandre Cândido Xavier ; Carlos Alberto Vettorazzi
Número total de Autores: 2
Tipo de documento: Artigo Científico
Fonte: Scientia Agricola; v. 60, n. 3, p. -, 2003.
Resumo

Leaf Area Index (LAI), an important structural variable descriptive of vegetation, is directly related to evapotranspiration and productivity. The objective of this work was to measure and analyze monthly LAI of different ground covers in a subtropical watershed. A field campaign to collect monthly LAI data was carried out during the year 2001, with a LAI-2000 (plant canopy analyzer) device, in sugarcane, pasture, corn, eucalypt, and riparian forest patches. Riparian forest presented a maximum LAI of 4.90; LAI values decreased as precipitation decreased, as it is a characteristic of this type of semideciduous vegetation. LAI for sugar cane presented the greatest variability throughout the year, related to plant characteristics and crop management in the study area. Results represent an initial step for the understanding of LAI dynamics in the study area and areas under similar conditions. (AU)

Resumo

O Índice de Área Foliar (IAF) é uma importante variável estrutural descritora da vegetação, diretamente relacionada com a evapotranspiração e a produtividade. O objetivo deste trabalho foi estruturar e analisar um banco de dados de valores mensais de IAF de diferentes coberturas do solo em uma microbacia hidrográfica subtropical. Uma campanha de campo de coleta de dados mensais de IAF, com o auxílio do equipamento LAI-2000 (analisador de dossel de plantas), foi realizada durante o ano de 2001, em áreas de cana-de-açúcar, pastagem, milho, eucalipto e floresta ripária. O valor máximo do IAF foi de 4,90, para floresta ripária; este valor apresentou uma queda com a diminuição da precipitação, característica deste tipo de vegetação semidecidual. O IAF da cana-de-açúcar apresentou a maior variabilidade durante o período de coleta, devido às características próprias da cultura e seu manejo na área em estudo. Os resultados apresentados representam um passo inicial para o entendimento da dinâmica do IAF na área em estudo e áreas similares. (AU)

Processo FAPESP: 00/09325-0 - Estimativa da dinâmica do índice de área foliar em uma bacia hidrográfica por meio de técnicas de sensoriamento remoto
Beneficiário:Carlos Alberto Vettorazzi
Linha de fomento: Auxílio à Pesquisa - Regular