Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

Association between leisure-time physical activity and long-term medication use in adults from a low socioeconomic region

Título (Português): Associação entre prática de atividade física no tempo de lazer e medicação permanente em adultos de uma região de baixo nível socioeconômico
Texto completo
Autor(es):
Leandro Martin Totaro Garcia ; Emanuel Péricles Salvador ; Thiago Hérick de Sá ; Alex Antonio Florindo
Número total de Autores: 4
Tipo de documento: Artigo Científico
Fonte: Rev. bras. cineantropom. desempenho hum.; v. 16, n. 4, p. -, Jul. 2014.
Resumo

Few studies have investigated the association between leisure-time physical activity and long-term medication use in Brazilian populations, especially those of low socioeconomic status. The objective of this study was to analyze the association between the need for long-term medication and leisure-time physical activity in adults from the Ermelino Matarazzo district, a low-income region in São Paulo, Brazil. A population-based cross-sectional study was conducted in 2007 and involved 890 subjects aged 18 years or older. Data regarding the need for long-term medication and types of medications used were collected using a questionnaire. Leisure-time physical activity was measured using the long version of the International Physical Activity Questionnaire. Descriptive analysis, chi-square test, and simple and multiple binary and multinomial logistic regression analysis were used. Among the subjects studied, 29.2% reported the need for long-term medication and 10% required at least two different types of medications. After adjustment for gender, age, education level and Body Mass Index, subjects who did not perform at least 150 min/week of leisure-time physical activity presented 2.78 (95% confidence interval - 95%CI: 1.45; 5.30) and 4.69 (95%CI: 1.90; 11.53) times the odds of requiring long-term medication and two or more types of medications rather than none, respectively, than those who did. Broader discussion of the interaction between medication, leisure-time physical activity and social and economic aspects is needed to reduce inequalities and to improve the health of individuals of low socioeconomic status. (AU)

Resumo

Poucos trabalhos estudaram a associação entre prática de atividade física no tempo de lazer e medicação permanente em brasileiros, especialmente, de baixo nível socioeconômico. O objetivo do estudo foi analisar a associação entre necessidade de medicação permanente e prática de atividade física no tempo de lazer em adultos do distrito de Ermelino Matarazzo, região de baixo nível socioeconômico do município de São Paulo, SP. Estudo transversal de base populacional, realizado em 2007, com 890 pessoas com 18 anos ou mais de idade. Dados sobre necessidade de medicação permanente e tipos de medicamentos foram coletados por questionário. Informações sobre a atividade física de lazer foram obtidas por meio do International Physical Activity Questionnaire (IPAQ), versão longa. Análise descritiva, teste do qui-quadrado e regressões logísticas binárias e multinomiais, simples e múltiplas, foram utilizadas. Observou-se que 29,2% relataram necessitar de medicação permanente e 10% necessitavam dois ou mais tipos diferentes de medicamentos. Após ajustes para sexo, idade, escolaridade e índice de massa corporal, pessoas que não realizavam, pelo menos, 150 min/sem de atividade física no lazer apresentaram odds 2,78 (intervalo de confiança de 95% - IC95%: 1,45; 5,30) e 4,69 (IC95%: 1,90; 11,53) vezes daqueles que realizavam ao menos esse volume de necessitar medicação permanente e de necessitar dois ou mais tipos de medicamentos do que nenhum, respectivamente. Reflexão mais ampla sobre a interação entre medicação, prática de atividade física no lazer e aspectos sociais e econômicos deve ser feita a fim de reduzir desigualdades e melhorar a saúde de pessoas com menores níveis socioeconômicos. (AU)

Processo FAPESP: 06/57810-0 - Atividade física e sua relação com variáveis individuais e ambientais na população idosa do distrito de Ermelino Matarazzo da zona leste do município de São Paulo
Beneficiário:Alex Antonio Florindo
Linha de fomento: Auxílio à Pesquisa - Regular