Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

Formação de professores de Química no Brasil e no mundo

Texto completo
Tipo de documento: Artigo Científico
Fonte: Estudos avançados; v. 32, n. 94, p. -, Dez. 2018.
Resumo

RESUMO O texto apresenta um panorama do ensino de Química em vários países, e particularmente foca na formação de professores de Química nesses distintos contextos. Nesse sentido, é apresentada a estrutura básica do sistema educacional dos diferentes países, particularidades da escola como horários de funcionamento e número de alunos por classe etc. Em relação à formação de professores de Química descreve-se em linhas gerais como é feita em cada país em termos de currículo além de aspectos práticos da profissão como valorização social e em que tipo de instituição é feita a formação. Foram tratados os seguintes países: Alemanha, Austrália, Brasil, Canadá, Estados Unidos, Finlândia e Índia. Há muitas diferenças, mas uma coisa comum entre os países com melhores resultados nas avaliações internacionais recai na atenção e acompanhamento próximo em relação à qualidade da formação de professores, a valorização social e as condições de trabalho nas escolas. (AU)

Processo FAPESP: 13/07937-8 - Redoxoma
Beneficiário:Ohara Augusto
Linha de fomento: Auxílio à Pesquisa - Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão - CEPIDs