Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

Machado de Assis e a imitação burlesca de discursos e práticas socioculturais

Texto completo
Autor(es):
Jaison Luís Crestani
Número total de Autores: 1
Tipo de documento: Artigo Científico
Fonte: Machado Assis Linha; v. 8, n. 15, p. -, Jun. 2015.
Resumo

Este artigo apresenta uma análise de "A sonâmbula" (1878), uma das primeiras narrativas breves, em forma dramática, publicadas por Machado de Assis nas páginas do jornal O Cruzeiro. O estudo da interação dinâmica do autor com o contexto de produção do periódico permite identificar os traços de sua inscrição singular em projetos editoriais coletivos e os resultados criativos decorrentes da apropriação do conjunto de discursos, códigos e signos que formam a cultura de seu tempo. A dominante estilística do material remetido ao jornal consiste no humor, na paródia, na experimentação formal e na irreverência crítica – aspectos que responderiam pela inscrição da literatura machadiana na tradição da sátira menipeia. Com a análise dessa narrativa, pretende-se demonstrar, portanto, que O Cruzeiro afirma-se como mediador e suporte, por excelência, dos exercícios experimentalistas que resultaram na transformação da prática criativa de Machado de Assis ao final da década de 1870. (AU)

Processo FAPESP: 11/23690-7 - Confluências do jornal e da editoração com a literatura: a colaboração de Machado de Assis em o cruzeiro
Beneficiário:Jaison Luís Crestani
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado