Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

Protocol for DNA extraction of Cryptosporidium spp. oocysts in fecal samples

Título (Português): Protocolo para extração de DNA de oocistos de Cryptosporidium spp. em amostras fecais
Texto completo
Tipo de documento: Artigo Científico
Fonte: Revista do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo; v. 50, n. 3, p. -, Jun. 2008.
Resumo

Molecular characterization of Cryptosporidium spp.oocysts in clinical samples is useful for public health since it allows the study of sources of contamination as well as the transmission in different geographical regions. Although widely used in developed countries, in Brazil it is restricted to academic studies, mostly using commercial kits for the extraction of genomic DNA, or in collaboration with external reference centers, rendering the method expensive and limited. The study proposes the application of the modifications recently introduced in the method improving feasibility with lower cost. This method was efficient for clinical samples preserved at -20 °C for up to six years and the low number of oocysts may be overcomed by repetitions of extraction. (AU)

Resumo

A caracterização molecular de oocistos de Cryptosporidium spp. em amostras clínicas é útil à saúde pública, pois permite estudo das fontes de contaminação e a transmissão em determinadas regiões geográficas. Apesar de largamente utilizada em países desenvolvidos, no Brasil está restrita aos estudos acadêmicos, na maioria utilizando kits comerciais para extração do DNA genômico, ou em colaborações com centros de referência externos, o que torna o método caro e limitado. Este estudo propõe a introdução de modificações nos métodos existentes para melhorar a viabilidade e baixar custos. O método proposto foi eficiente em amostras clínicas preservadas a -20 °C por até seis anos e o baixo número de oocistos pode ser contornado por replicadas extrações de DNA. (AU)

Processo FAPESP: 05/03783-0 - Genotipagem de Cryptosporidium spp. provenientes de amostras clínicas e ambientais como fonte de informação da dispersão de espécies no ambiente e na clínica
Beneficiário:Maria Helena Matte
Linha de fomento: Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo FAPESP: 06/01532-2 - Genotipagem de Cryptosporidium spp. provenientes de amostras ambientais como fonte de informação da dispersão de espécies no ambiente
Beneficiário:Ronalda Silva de Araújo
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado