Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

Epífitas vasculares da Estação Ecológica Barreiro Rico, Anhembi, SP, Brasil: diversidade, abundância e estratificação vertical

Texto completo
Autor(es):
Fernando Antonio Bataghin ; José Salatiel Rodrigues Pires ; Fábio de Barros ; Adelcio Müller
Número total de Autores: 4
Tipo de documento: Artigo Científico
Fonte: Hoehnea; v. 44, n. 2, p. -, Abr. 2017.
Resumo

RESUMO A diversidade, abundância e estratificação vertical das epífitas vasculares foram estudadas na Estação Ecológica Barreiro Rico, área de floresta estacional semidecidual na região central de São Paulo, Brasil. Das 25 espécies encontradas (15 gêneros e seis famílias), as Angiospermas foram representadas por 20 espécies. e as samambaias por cinco. A diversidade de Shannon (H') foi de 2,77 nats. Os holoepífitos característicos (88%) foram predominantes na área, bem como as espécies com dispersão anemocórica (60%). Orchidaceae apresentou maior riqueza, no entanto também o maior número de espécies raras (Valor de Importância Epifítica < 1). As zonas de altura intermediárias apresentaram o maior número de espécies e de registros. A zona próxima ao solo e aquela mais externa no dossel foram dominadas por espécies com características distintas, melhor adaptadas aos ambientes sombreados ou de luminosidade extrema, respetivamente. A distribuição das espécies e das abundâncias indica uma comunidade epifítica relativamente simples, na qual atuam poucos fatores dominantes, sendo limitada por fatores microclimáticos. (AU)

Processo FAPESP: 09/08204-9 - Epifitismo vascular na bacia hidrográfica do Sorocaba/Médio Tietê, São Paulo, Brasil.
Beneficiário:Fernando Antonio Bataghin
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado