Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

Q-angle in patellofemoral pain: relationship with dynamic knee valgus, hip abductor torque, pain and function

Título (Português): Ângulo-q na dor patelofemoral: relação com valgo dinâmico de joelho, torque abdutor do quadril, dor e função
Texto completo
Autor(es):
Gabriel Peixoto Leão Almeida ; Ana Paula de Moura Campos Carvalho e Silva ; Fábio Jorge Renovato França ; Maurício Oliveira Magalhães ; Thomaz Nogueira Burke ; Amélia Pasqual Marques
Número total de Autores: 6
Tipo de documento: Artigo Científico
Fonte: Rev. bras. ortop.; v. 51, n. 2, p. -, Abr. 2016.
Resumo

OBJECTIVE: To investigate the relationship between the q-angle and anterior knee pain severity, functional capacity, dynamic knee valgus and hip abductor torque in women with patellofemoral pain syndrome (PFPS). METHODS: This study included 22 women with PFPS. The q-angle was assessed using goniometry: the participants were positioned in dorsal decubitus with the knee and hip extended, and the hip and foot in neutral rotation. Anterior knee pain severity was assessed using a visual analog scale, and functional capacity was assessed using the anterior knee pain scale. Dynamic valgus was evaluated using the frontal plane projection angle (FPPA) of the knee, which was recorded using a digital camera during step down, and hip abductor peak torque was recorded using a handheld dynamometer. RESULTS: The q-angle did not present any significant correlation with severity of knee pain (r = -0.29; p = 0.19), functional capacity (r = -0.08; p = 0.72), FPPA (r = -0.28; p = 0.19) or isometric peak torque of the abductor muscles (r = -0.21; p = 0.35). CONCLUSION: The q-angle did not present any relationship with pain intensity, functional capacity, FPPA, or hip abductor peak torque in the patients with PFPS. (AU)

Resumo

OBJETIVO: Investigar a relação entre o ângulo-q e intensidade da dor anterior no joelho, capacidade funcional, valgo dinâmico de joelho e torque abdutor do quadril em mulheres com síndrome da dor patelofemoral (SDPF). MÉTODOS: Participaram do estudo 22 mulheres com SDPF. O ângulo-q foi avaliado pela goniometria, as participantes foram posicionadas em decúbito dorsal com joelho e quadril estendido e quadril e pé em rotação neutra. A intensidade da dor anterior do joelho foi avaliada pela escala visual analógica de dor e a capacidade funcional com a escala de dor anterior no joelho. O valgo dinâmico foi avaliado pelo ângulo de projeção no plano frontal do joelho (APPF), registrado com câmera digital durante step down, e o pico de torque dos abdutores do quadril com dinamômetro manual. RESULTADOS: O ângulo-q não apresentou correlação significativa com a intensidade da dor no joelho (r = -0,29; p = 0,19), capacidade funcional (r = -0,08; p = 0,72), ângulo de projeção no plano frontal do joelho (r = -0,28; p = 0,19) e pico de torque isométrico dos músculos abdutores (r = -0,21; p = 0,35). CONCLUSÃO: O ângulo-q não apresentou relação com a intensidade da dor, capacidade funcional, ângulo de projeção no plano frontal do joelho e pico de torque dos abdutores do quadril em pacientes com SDPF. (AU)

Processo FAPESP: 12/10768-0 - Relação do valgo dinâmico do joelho com a força muscular do quadril e tronco em indivíduos com síndrome patelofemoral
Beneficiário:Gabriel Peixoto Leão Almeida
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado