Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

Methylenetetrahydrofolate reductase gene polymorphism and its association with coronary artery disease

Título (Português): Polimorfismo do gene metilenotetrahidrofolato redutase e sua associação com doença arterial coronária
Texto completo
Autor(es):
Alexandre Rodrigues Guerzoni ; Érika Cristina Pavarino-Bertelli ; Moacir Fernandes de Godoy ; Carla Renata Graça ; Patrícia Matos Biselli ; Dorotéia Rossi Silva Souza ; Eny Maria Goloni Bertollo
Número total de Autores: 7
Tipo de documento: Artigo Científico
Fonte: São Paulo Medical Journal; v. 125, n. 1, p. -, Jan. 2007.
Resumo

CONTEXT AND OBJECTIVE: Obstructive coronary artery disease (CAD) is characterized by the deposition of atherosclerotic plaque on the coronary artery wall. Its manifestations depend on interactions between environmental and genetic risk factors. The aim of this work was to analyze the frequency of methylenetetrahydrofolate reductase (MTHFR) C677T polymorphism in patients with CAD and its association with plasma homocysteine levels. Risk factors for CAD were also evaluated. DESIGN AND SETTING: Retrospective with blind quantitative analysis, at Hospital de Base, Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto. METHODS: One hundred and twenty-seven individuals were studied. All completed a questionnaire to analyze risk factors for CAD. MTHFR polymorphism was investigated by restriction fragment length analysis and correlated with the number of affected arteries and degree of arterial obstruction determined by coronary cineangiography, and with plasma homocysteine levels measured by liquid chromatography/sequential mass spectrometry. RESULTS: Smoking (p = 0.02) and high-density lipoprotein cholesterol (p = 0.01) were associated with CAD. The C allele was the most prevalent in patients (0.61) and controls (0.66). There was no correlation between MTHFR/C677T polymorphism and plasma homocysteine levels. However, in patients with the TT genotype there was a correlation with the prevalence of coronary obstruction greater than 95% (p = 0.02) and the presence of two affected arteries (p = 0.04). CONCLUSIONS: The TT genotype is associated with coronary artery obstruction greater than 95% and the presence of two affected arteries. This confirms the relationship between genetic variants in specific patient subgroups and cardiovascular diseases. (AU)

Resumo

CONTEXTO E OBJETIVO: A doença arterial coronariana (DAC) caracteriza-se pelo depósito de placa aterosclerótica na parede arterial coronária. Sua manifestação é dependente da interação entre fatores de risco ambientais e genéticos. O objetivo deste trabalho é analisar a freqüência do polimorfismo MTHFR/C677T em pacientes com doença arterial coronária e sua associação com o nível de Hcy plasmática. Fatores de risco para DAC também foram avaliados. TIPO DE ESTUDO: Retrospectivo com análise cega quantitativa, no Hospital de Base, Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto. MÉTODOS: Foram estudados 127 indivíduos. Todos responderam a um questionário para análise dos fatores de risco para DAC. O polimorfismo MTHFR/C677T, investigado por análise de comprimento de fragmentos de restrição, foi correlacionado com número de artérias afetadas e grau de obstrução arterial, determinadas pela cinangiocoronariografia, e com o nível de Hcy plasmática. RESULTADOS: Tabagismo (p = 0,02) and HDLc (p = 0,01) foram associados com DAC. O alelo C foi o mais prevalente em pacientes (0,61) e controles (0,66; p = 0,49). O polimorfismo MTHFR/C677T não apresentou associação com níveis de Hcy plasmática. Entretanto, nos pacientes com genótipo TT observou-se a prevalência de obstrução coronariana acima de 95% (p = 0,02) e a presença de duas artérias lesadas (p = 0,04). CONCLUSÕES: Associou-se o genótipo TT com o grau de obstrução arterial coronária acima de 95% e a presença de duas artérias lesadas; confirma-se, assim, a relação de variantes genéticas em subgrupos específicos de pacientes com doenças cardiovasculares. (AU)

Processo FAPESP: 02/07538-1 - Polimorfismo dos genes do fator de crescimento endotelial vascular e da enzima metilenotetrahidrofolato redutase na doença obstrutiva coronária
Beneficiário:Eny Maria Goloni Bertollo
Linha de fomento: Auxílio à Pesquisa - Regular