Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

The Borg CR-10 scale is suitable to quantify aerobic exercise intensity in women with fibromyalgia syndrome

Título (Português): A escala CR-10 de Borg é viável para quantificar a intensidade do exercício aeróbio em mulheres com síndrome fibromiálgica
Texto completo
Autor(es):
Carolina Pieroni Andrade ; Antonio Roberto Zamunér ; Meire Forti ; Thalita Fonseca de França ; Ester da Silva
Número total de Autores: 5
Tipo de documento: Artigo Científico
Fonte: Fisioter. Pesqui.; v. 24, n. 3, p. -, Set. 2017.
Resumo

ABSTRACT Patients with Fibromyalgia syndrome (FMS) report higher ratings of perceived exertion (RPE) compared to healthy individuals for the same exercise intensity; however, to our knowledge, no studies have evaluated RPE at the ventilatory anaerobic threshold (VAT) for this population. This study aimed to assess RPE using the Borg CR-10 scale during a cardiopulmonary exercise test (CPET) in women with FMS. Twenty-four women with FMS and twenty healthy control subjects (HC) voluntarily participated in this study. Near the end of every 1-minute period during CPET, subjects were asked to report their RPE for fatigue in the lower limbs (RPE-L) and dyspnea (RPE-D), respectively, according to the Borg CR-10 scale. FMS subjects showed higher RPE-L and RPE-D compared to HC subjects at free wheel and at the first load increment. However, no significant difference was observed between groups for power output. There was no significant difference between groups for RPE-L and RPE-D reported at VAT and peak CPET. However, FMS subjects showed lower power output compared to HC subjects. The present results showed that FMS subjects present higher RPE compared to HC subjects. However, RPE reported at VAT and at peak CPET was not different between groups. The Borg CR-10 scale scores obtained at VAT can be used as an additional parameter for prescribing exercise intensity in aerobic training protocols for women with FMS. (AU)

Resumo

RESUMO Pacientes com síndrome fibromiálgica (SFM) relatam elevados níveis de percepção subjetiva de esforço (PSE) em comparação com indivíduos saudáveis para a mesma intensidade de exercício; no entanto, a nosso conhecimento, nenhum estudo avaliou a PSE no limiar de anaerobiose ventilatório (LAV) para essa população. Este estudo buscou avaliar PSE usando a escala CR-10 de Borg durante um teste de exercício cardiopulmonar (TECP) em mulheres com SFM. Vinte e quatro mulheres com SFM e vinte indivíduos saudáveis (GS) participaram deste estudo voluntariamente. Perto do final de cada período de 1 minuto durante CPET, os indivíduos foram convidados a relatar sua PSE para fadiga nos membros inferiores (PSE-MMII) e dispneia (PSE-D), respectivamente, de acordo com a escala CR-10 de Borg. Os indivíduos com SFM mostraram maior PSE-MMII e PSE-D, em comparação com indivíduos GS tanto na carga livre como no primeiro incremento de carga. No entanto, não houve diferença significativa entre os grupos para a potência e nem para PSE-MMII e PSE-D relatado no LAV e no pico TECP. No entanto, indivíduos com SFM mostraram baixa potência em comparação com indivíduos GS. Esses resultados mostraram que indivíduos com SFM apresentam a PSE mais elevada em comparação com indivíduos GS. No entanto, a PSE relatada no LAV e no pico TECP não foi diferente entre os grupos. As pontuações de escala CR-10 de Borg obtidas no LAV podem ser usadas como um parâmetro adicional para a prescrição da intensidade de exercício nos protocolos de treinamento aeróbio para mulheres com SFM. (AU)