Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

Avaliação da motivação para tratamento em pacientes dependentes de álcool que procuram um serviço especializado

Texto completo
Autor(es):
Hercílio Pereira de Oliveira Júnior [1] ; André Malbergier [2]
Número total de Autores: 2
Afiliação do(s) autor(es):
[1] HSPE. FMO - Brasil
[2] University of São Paulo. Medical School. Clinical Hospital - Brasil
Número total de Afiliações: 2
Tipo de documento: Artigo Científico
Fonte: Revista Brasileira de Psiquiatria; v. 25, n. 1, p. 5-10, 2003-03-00.
Resumo

INTRODUÇÃO: A motivação para tratamento pode ser considerada um componente crítico em intervenções destinadas a mudar comportamentos relacionados ao consumo de álcool e outras drogas. A classificação dos pacientes em "estágios de mudança" pode ser uma ferramenta útil para organização e aperfeiçoamento dos programas de tratamento. MÉTODOS: Neste estudo, os pacientes que chegam para tratamento de dependência do álcool em dois ambulatórios distintos de um serviço especializado são avaliados através das escalas Socrates e Urica. Realiza-se análise das associações entre estágio de mudança e variáveis sociodemográficas e, após três meses de tratamento, os pacientes são reavaliados para verificar sua evolução. RESULTADOS: Nas avaliações realizadas com a escala Urica, observou-se associação dos estágios de mudança e as variáveis renda mensal e idade. Não houve mudanças significativas nos estágios nas reavaliações. Na escala Socrates verificou-se associação dos estágios de mudança com a variável renda mensal. Na reavaliação, houve deslocamento significativo dos pacientes através dos estágios de mudança. CONCLUSÕES: Os pacientes encaminhados de maneira distinta a serviços de atendimento podem não apresentar características homogêneas quanto à motivação. Não se verificou deslocamento congruente com o modelo do "ciclo de mudanças", o que pode sugerir que os pacientes precisem de mais de três meses para a obtenção de mudanças significativas em sua motivação. (AU)

Processo FAPESP: 99/09359-2 - Avaliação da motivação para tratamento em pacientes dependentes de álcool que procuram um serviço especializado
Beneficiário:Hercilio Pereira de Oliveira Júnior
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Iniciação Científica