Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

Fazer refeições com os pais está associado à maior qualidade da alimentação de adolescentes brasileiros

Texto completo
Autor(es):
Bianca Garcia Martins ; Camila Zancheta Ricardo ; Priscila Pereira Machado ; Fernanda Rauber ; Catarina Machado Azeredo ; Renata Bertazzi Levy
Número total de Autores: 6
Tipo de documento: Artigo Científico
Fonte: Cadernos de Saúde Pública; v. 35, n. 7, p. -, 2019.
Resumo

Resumo: O objetivo foi investigar a frequência com que os adolescentes brasileiros realizam as refeições com os pais e verificar a associação deste hábito com a qualidade da dieta. Foram utilizados dados da Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar - 2015 (PeNSE). A amostra foi composta por adolescentes matriculados no nono ano do ensino fundamental de escolas públicas e privadas, com idades entre 11 e 19 anos. A exposição de interesse foi realizar refeições com os pais (0-4 e ≥ 5 dias/semana) e os desfechos estudados foram consumo frequente (≥ 5 dias/semana) de alimentos marcadores de alimentação saudável e não saudável. Escores de alimentação saudável (variação 0-21) e não saudável (variação 0-35) foram elaborados com base no somatório dos dias que o adolescente relatou consumir cada um dos marcadores de alimentação. Foram usados modelos de regressão de Poisson e linear, ajustados por variáveis sociodemográficas. A realização frequente de refeições com os pais (≥ 5 dias/semana) foi observada em 74% (IC95%: 73,4-74,7) dos adolescentes. Aqueles que afirmaram ter esse hábito apresentaram maior probabilidade do consumo frequente de feijão (RP = 1,22; IC95%: 1,19-1,26), frutas (RP = 1,34; IC95%: 1,28-1,39) e hortaliças (RP = 1,39; IC95%: 1,34-1,44); e menor probabilidade de consumo frequente de guloseimas (RP = 0,91; IC95%: 0,88-0,94), ultraprocessados salgados (RP = 0,91; IC95%: 0,87-0,94) e salgados fritos (RP = 0,85; IC95%: 0,80-0,90). Realizar as refeições com os pais foi positivamente associado ao escores de alimentação saudável e inversamente associado ao escores de alimentação não saudável. O hábito de realizar refeições com os pais é frequente entre adolescentes brasileiros e está associado à melhor qualidade da alimentação. (AU)

Processo FAPESP: 14/26711-3 - Padrões de comportamentos de risco e proteção relacionados a doenças crônicas não transmissíveis entre adolescentes brasileiros
Beneficiário:Camila Zancheta Ricardo
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Mestrado
Processo FAPESP: 16/14302-7 - Consumo de alimentos ultraprocessados e indicadores de qualidade nutricional da dieta na Austrália
Beneficiário:Fernanda Rauber
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Processo FAPESP: 16/13168-5 - Consumo de alimentos ultraprocessados, perfil nutricional da dieta e obesidade em sete países. Estudo na população australiana
Beneficiário:Priscila Pereira Machado
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado