Busca avançada
Ano de início
Entree
(Referência obtida automaticamente do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores.)

Wood-decay fungi (Agaricomycetes, Basidiomycota) in three physiognomies in the Savannah region in Brazil

Título (Português): Fungos decompositores de madeira (Agaricomycetes, Basidiomycota) em três fisionomias no Cerrado do Brazil
Texto completo
Autor(es):
Maira Cortellini Abrahão ; Ricardo Matheus Pires ; Adriana de Mello Gugliotta ; Eduardo Pereira Cabral Gomes ; Vera Lucia Ramos Bononi
Número total de Autores: 5
Tipo de documento: Artigo Científico
Fonte: Hoehnea; v. 46, n. 1, p. -, 2019.
Resumo

ABSTRACT This study was carried out aiming at determining whether the following factors are related to the diversity of wood-decay fungi: cerrado physiognomies, vegetation diversity (availability of substrates), preservation status of the area and its management backgrounds, and the existence of rivers nearby (humidity). 796 specimens were collected in four areas: one in the cerrado sensu stricto, one in the semi-deciduous forest and two in the riparian forest (one more preserved and the other less preserved). A total of 92 species of fungi were identified. Eleven species are common in the four areas sampled and 30 species occurred only once during the two-year sampling. Higher richness and abundance were observed in the more preserved area of riparian forest. This study showed that in the same macroclimate, the Agaricomycetes diversity is influenced by the vegetation’s physiognomy and diversity related to the soil characteristics, humidity, and conservation level of the area. (AU)

Resumo

RESUMO Este estudo foi realizado visando Cerrado do Brasil). Visando entender se há correlações entre fisionomia e diversidade da vegetação (disponibilidade de substratos), grau de preservação, história de manejo da área e a proximidade de cursos de água com a diversidade de fungos decompositores de madeira. 796 espécimes foram coletados em quatro áreas: uma no cerrado sensu stricto, uma na floresta estacional semidecidual e duas de floresta ripária (mais e menos preservada). Do total de 92 espécies de fungos, onze são comuns a todas as áreas amostradas e 30 ocorreram uma única vez. Maiores riqueza e abundância de Agaricomicetos foram observadas na floresta ripária mais preservada. Este estudo mostrou que, sob o mesmo macroclima, a diversidade de Agaricomycetes é influenciada por fatores como fisionomia e diversidade da vegetação determinadas pelo tipo de solo, umidade e grau de preservação da área. (AU)

Processo FAPESP: 09/01403-6 - Fungos Afiloforóides (Basidiomycota) do estado de São Paulo: ecologia e levantamento taxonômico das espécies de cerrado
Beneficiário:Maira Cortellini Abrahão
Linha de fomento: Bolsas no Brasil - Doutorado